Artes Visuais

Luiz Olivieri apresenta compilado sonoro das salas de aula em exposição

Exposição de Luiz Olivieri no CCBB convida o público a pensar nas formas dos sons em instalações sonoras que exploram, também, o ambiente escolar

Nahima Maciel
postado em 17/03/2022 06:00
 (crédito: Joana França)
(crédito: Joana França)

Foi na sala de aula que Luiz Olivieri começou a perceber o potencial sonoro das informações relacionadas à educação. Em 2016, o artista começou a dar aulas no ensino básico e médio da rede pública do Distrito Federal e, logo depois, ingressou no doutorado em artes visuais. "No doutorado, eu queria falar sobre a escuta, sobre a percepção corporal e inventiva que a gente realiza quando escuta e a importância de ter uma escuta livre", conta. "Quando me vi dentro da escola, percebi que meu campo de pesquisa era esse, porque é muito rico. Comecei a anotar os sons que ouvia e a me ver nessa espiral sonora."

O resultado está na exposição Extraclasse, em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), um conjunto de instalações sonoras que refletem sobre o universo da educação e da escuta. Cinco trabalhos realizados ao longo dos últimos cinco anos ocupam a galeria. No díptico Cacofonias, duas carteiras trazem gravações feitas a laser de um desenho realizado a partir da frequência sonora de vozes de pessoas lendo textos sobre a multiplicidade de sons que fazem parte dos ambientes escolares. As carteiras giram e uma agulha lê os sulcos da madeira. "Você pode escutar como se fosse um disco de vinil na própria carteira", avisa Olivieri.

A segunda parte do díptico é uma lousa de sala de aula com impressão em tinta de frases repetidas. "Essa impressão feita inúmeras vezes vai criando manchas que induzem a gente a imaginar uma paisagem desses sons. Tem tantas camadas de texto que lembra até uma obra impressionista", conta o artista, que concebeu a obra após trabalhar em uma escola na qual a lousa estava tão desgastada que era impossível apagar a escrita dos professores.

A série Extraclasse foi uma colaboração com os próprios alunos do artista, que sugeriu aos estudantes transformar os sons em algum tipo de escrita. "Não é uma coisa meramente física de falar que é uma frequência aguda ou grave, tem a ver com relatos de viagem de narrar uma experiência corporal e colocar no papel", explica.


Exposição de Luiz Olivieri

Curadoria: Renata Azambuja. Visitação até 17 de abril, de terça a domingo, das 9h às 20h30, na Galeria 4 do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-Brasília, SCES, Trecho 2, Lote 22).

 

  • Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB
    Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB Foto: Joana França
  • Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB
    Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB Foto: Joana França
  • Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB
    Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB Foto: Joana França
  • Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB
    Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB Foto: Joana França
  • Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB
    Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB Foto: Joana França
  • Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB
    Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB Foto: Joana França
  • Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB
    Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB Foto: Joana França
  • Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB
    Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB Foto: Joana França
  •  2022. Crédito: Luiz Olivieri/Divulgação. Cultura. Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB.
    2022. Crédito: Luiz Olivieri/Divulgação. Cultura. Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB. Foto: Luiz Olivieri/Divulgação
  •  2022. Crédito: Luiz Olivieri/Divulgação. Cultura. Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB.
    2022. Crédito: Luiz Olivieri/Divulgação. Cultura. Exposição Extraclasse, de Luiz Olivieri, no CCBB. Foto: Luiz Olivieri/Divulgação
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE