Fórum Econômico Mundial

Sentimento de risco na economia global aumentou, diz Trabuco em Davos

Para presidente do conselho de administração do Bradesco, estagflação e recessão podem estar chegando em meio à guerra e como saldo da pandemia

Correio Braziliense
postado em 23/05/2022 18:04 / atualizado em 23/05/2022 18:06
 (crédito:  AFP / Miguel SCHINCARIOL)
(crédito: AFP / Miguel SCHINCARIOL)

O presidente do conselho de administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, afirmou que o sentimento de risco na economia global foram ampliados pela guerra na Ucrânia e pela pandemia da covid-19. Ele participou das primeiras reuniões restritas desta segunda-feira (23/5), à margem do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

Segundo o banqueiro brasileiro, há uma estagflação à vista e também uma recessão que pode estar chegando. “Precisamos restabelecer uma governança da crise. O sentimento é de que o estado geral do mundo é preocupante”, disse Trabuco. “Uma política monetária muito dura pode jogar o mundo para a recessão”, avaliou.

O executivo ainda destacou ao jornal Valor Econômico que o mundo está instável e caótico, na esteira da saída da pandemia e da guerra no leste europeu. Segundo ele, o mundo precisa de um choque de oferta para reduzir o impacto da subida dos juros. Em meio às perspectivas globais, ele destacou o cenário brasileiro de forma otimista por ser “diferenciado” e citou a sustentabilidade e a democracia. "O Brasil pode dar taxas de retorno muito atrativas para investidores do mundo.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE