Futebol

Fluminense reencontra LDU em busca de sua 1ª Recopa Sul-Americana

O time de Quito, que em 2023 venceu a segunda competição mais importante do continente, já derrotou o tricolor em duas finais internacionais: na Libertadores de 2008 e na Sul-Americana de 2009

O jogo no estádio Casa Blanca começará às 21h30 (horário de Brasília). A arbitragem será do colombiano Andrés Rojas, auxiliado por seus compatriotas Alexander Guzmán e Jhon Gallego -  (crédito: Reprodução/Daniel Ramalho / AFP)
O jogo no estádio Casa Blanca começará às 21h30 (horário de Brasília). A arbitragem será do colombiano Andrés Rojas, auxiliado por seus compatriotas Alexander Guzmán e Jhon Gallego - (crédito: Reprodução/Daniel Ramalho / AFP)
postado em 21/02/2024 19:34

A tradicional equipe equatoriana LDU vai receber o Fluminense nesta quinta-feira (22/2) no jogo de ida da decisão da Recopa Sul-Americana 2024, que coloca frente a frente os campeões da Libertadores e da Copa Sul-Americana do ano anterior.

O time de Quito, que em 2023 venceu a segunda competição mais importante do continente, já derrotou o tricolor em duas finais internacionais: na Libertadores de 2008 e na Sul-Americana de 2009.

A equipe carioca, que no ano passado conquistou seu primeiro título internacional ao derrotar o Boca Juniors na final da Libertadores por 2 a 1, no Maracanã, está em busca de sua primeira Recopa, depois de perder a final do Mundial de Clubes para o Manchester City.

"É um jogo difícil, complicado para a LDU (...) Muito fechado no primeiro tempo, mas no segundo a LDU vai levar vantagem pelo cansaço físico do adversário", disse à AFP o editor da revista esportiva Winner, Joselo Sánchez.

Nessas circunstâncias, Sánchez apontou que o time equatoriano "tem condições de fazer um bom jogo e sair com um resultado positivo".

Fator altitude

Conseguir uma vitória de pelo menos dois gols de diferença em Quito, a 2.850 metros de altitude, é a chave para as pretensões da LDU, comandada pelo técnico espanhol Josep Alcácer. O jogo de volta será no dia 29 de fevereiro, no Rio de Janeiro.

O Fluminense, que em seus 120 anos tinha chegado a apenas duas finais continentais (Libertadores 2008 e Sul-Americana 2009), viajou à capital equatoriana sem o suspenso John Kennedy, autor do gol do título contra o Boca.

"A LDU é uma grande equipe e jogar lá é um grande desafio", disse o lateral Guga, provável substituto de Samuel Xavier, que também não foi ao Equador porque não se recuperou de uma lesão no joelho esquerdo.

Guga admitiu que a delegação tricolor viajou com antecedência "para tentar se adaptar o mais rápido possível para que não soframos tanto na altitude".

O jogo no estádio Casa Blanca começará às 21h30 (horário de Brasília). A arbitragem será do colombiano Andrés Rojas, auxiliado por seus compatriotas Alexander Guzmán e Jhon Gallego.

Prováveis escalações:

LDU: Alexander Domínguez - José Quintero, Ricardo Adé, Facundo Rodríguez, Leonel Quiñónez - Ezequiel Piovi, Óscar Zambrano, Jefferson Valverde, Jhojan Julio - Luis Estupiñán e Jan Hurtado. Técnico: Josep Alcácer.

Fluminense: Fábio - Guga, Thiago Santos, Felipe Melo, Marcelo - Ganso, André, Martinelli, Renato Augusto - Germán Cano, Jhon Arias. Técnico: Fernando Diniz.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br