11 MIL MORTES

Ex-secretária nazista de 96 anos tenta fugir de julgamento na Alemanha

Irmgard Furchner será julgada pela cumplicidade no assassinato de cerca de 11 mil pessoas; polícia já localizou a mulher

Ronayre Nunes
postado em 30/09/2021 23:27
Local onde Irmgard seria julgada nesta quinta e ela no campo de concentração Sutthof -  (crédito: Markus Schreiber / POOL / AFP — Reprodução)
Local onde Irmgard seria julgada nesta quinta e ela no campo de concentração Sutthof - (crédito: Markus Schreiber / POOL / AFP — Reprodução)

Nesta quinta-feira (30/9) a Alemanha ficou em alerta após a fuga de uma mulher de 96 anos que seria julgada por crimes nazistas. Seria o primeiro julgamento de uma mulher ligada ao nazismo em décadas.

A acusada é Irmgard Furchner. A mulher deveria ser julgada no tribunal de Itzehoe (cidade no Norte da Alemanha), mas escapou da casa de repouso onde mora antes dos agentes da polícia chegarem para buscá-la pela manhã. O tribunal então emitiu uma ordem de prisão contra Irmgard. Segundo informações da Agência France-Press, a mulher foi reencontrada em uma estação de metrô.

Um porta-voz local da Justiça, Frederike Mihofferda, disse à AFP que Irmgard conseguiu sair da casa de repouso de táxi e foi encontrada horas depois. “A ré foi encontrada. Um médico determinará se ela pode ser detida e o tribunal mais tarde decidirá se o mandado de prisão será cumprido ou não”, disse. 

Irmgard trabalhou como estenógrafa — profissional que transcreve depoimentos em tempo real — entre 1943 e 1945 no campo de concentração de Sutthof, na Polônia (que na época foi dominada pelo exército nazista). Segundo a promotoria, o cargo de Irmgard permitia que a mulher tivesse conhecimento dos crimes praticados no local, logo, ela é acusada como cúmplice no assassinato de cerca de 11 mil pessoas. No total, Sutthof matou mais de 65 mil pessoas.

A mulher está sendo processada pelas diretrizes da lei penal juvenil, já que na época tinha 18 anos. Irmgard já depôs em 1954 e em 1962. Em ambas ocasiões, ela alegou não estar ciente das mortes.

O novo julgamento de Irmgard foi marcado para o próximo dia 19 de outubro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE