Panamá

Filhos de ex-presidente do Panamá estão prontos para serem extraditados aos EUA

Dois filhos do ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli, que estão presos na Guatemala, já estão prontos para serem extraditados aos Estados Unidos

Agence France-Pressee
postado em 08/11/2021 18:34
 Ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli -  (crédito: ROBERTO CISNEROS)
Ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli - (crédito: ROBERTO CISNEROS)

Dois filhos do ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli, que estão presos na Guatemala, já estão prontos para serem extraditados aos Estados Unidos, que os reivindica pelo esquema de corrupção da Odebrecht, depois que um tribunal concedeu nesta segunda-feira (8) a autorização que faltava para o segundo deles.


Ricardo Alberto Martinelli Linares, de 42 anos, aceitou voluntariamente, diante do tribunal guatemalteco, ser enviado aos Estados Unidos para enfrentar uma acusação de lavagem de dinheiro. Seu irmão, Luis Enrique, já tinha recebido a luz verde para a extradição em maio.


"Desejo expressar minha vontade de aceitar o processo de extradição e pedir ao tribunal que realize as gestões para isso o mais breve possível", declarou Ricardo Alberto.


"Este tribunal considera pertinente, ante a manifestação expressa, resolver a solicitação formal de extradição do cidadão panamenho Ricardo Alberto Martinelli Linares", determinou, por sua vez, o juiz Saúl Álvarez, responsável pela corte.


Agora, o expediente passará para a Chancelaria, que deverá notificar os Estados Unidos para que marque uma data para a viagem dos dois.


Ricardo Alberto e Luis Enrique foram detidos em julho de 2020 no aeroporto da capital guatemalteca, a pedido dos Estados Unidos, que os acusam de lavagem de capitais vinculados a pagamentos de propina em troca da licitação de obras públicas para a construtora brasileira.


Segundo a Justiça americana, os dois facilitaram o pagamento de 28 milhões de dólares mediante contas bancárias secretas em nome de empresas-fantasma em jurisdições no exterior.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE