TUDO PELA VACINA

Bordel presenteia vacinados contra covid com 30 minutos de "atendimento" grátis

E parece que a "promoção" não é nenhuma fraude: o local promete até que clientes poderão escolher "a moça de sua escolha"

Ronayre Nunes
postado em 10/11/2021 22:49 / atualizado em 10/11/2021 22:49
Os chamados
Os chamados "night clubs" do mundo todo foram atingidos pelas restrições impostas pela pandemia de covid-19 - (crédito: AFP / Ed JONES)

Ninguém vai negar: um voucher de categoria é um incentivo e tanto para curtir um bom lazer. Seja em barzinho ou um show, todos gostam de um mimo para poder sair de casa e se divertir — especialmente com a volta dos eventos após um período de quarentena pela pandemia de covid-19.

Um bordel em Viena, na Áustria, levou esse “incentivo” a um novo nível. O local está dando 30 minutos grátis para quem apresentar o comprovante de vacinação (só para a primeira dose). A publicidade foi tão voraz, que a casa até completa: com uma “moça de sua escolha” e na sauna do local.

Fun Palast é o nome da área de “diversão”. Piadinhas à parte, o local tenta sobreviver a uma grave crise provocada pela pandemia de covid-19 no país, segundo conta o jornal britânico Mail Online.

Com um dos piores cenários de vacinação da Europa, a Áustria só tem até o momento 64% da população vacinada contra a covid-19 com a primeira dose — o Brasil bateu os 90%, nesta categoria, em 21 de setembro, de acordo com informações do governo federal.

Como consequência, o setor de comércio e serviços sofre com as limitações impostas pela pandemia (como o acesso para pessoas vacinadas), e a tentativa do Fun Palast é superar este obstáculo.

Ao Mail Online, em nota, o estabelecimento comentou as dificuldades de se manter: “Desde o começo da pandemia, nós registramos uma queda de 50% (de clientes), essa iniciativa é para tentar fazer o número de clientes subir novamente”.

A “promoção” do local durará por todo o mês de novembro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE