PANDEMIA

Lewandowski determina que governo envie oxigênio ao Amazonas imediatamente

Ministro do STF ainda decidiu que o Executivo deve apresentar em 48 horas um plano de combate à pandemia no estado, e mantê-lo atualizado

Renato Souza
postado em 15/01/2021 19:05 / atualizado em 15/01/2021 19:05
 (crédito: Carlos Moura/CB/D.A Press)
(crédito: Carlos Moura/CB/D.A Press)

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou, nesta sexta-feira (15/1), que o governo federal realize "todas as ações ao seu alcance" para colocar fim a crise sanitária no Amazonas. De acordo com o magistrado, a União deve enviar oxigênio e outros suprimentos médicos ao estado imediatamente, para equipar hospitais no combate à pandemia de covid-19.

De acordo com a decisão, em 48 horas, o governo deve apresentar um plano de ação para garantir que a população seja atendida. O ministro atendeu pedidos do PT e do PCdoB para que o Executivo fosse obrigado a tomar medidas urgentes.

Na ação, os partidos alegam que o governo local impôs toque de recolher das 19h às 6h, e que o governo federal se limita a disponibilizar aeronaves para o transporte de cilindros de oxigênio.

De acordo com os autores da ação, o presidente Jair Bolsonaro tem atuado para agravar a situação, pois em transmissão ao vivo realizada na quinta-feira (14), "voltou a insistir que a situação de Manaus poderia ser evitada se a população tivesse feito uso de medicamentos sem eficácia comprovada”.

Lewandowski determinou ainda que o plano de combate à crise na região deve ser atualizado a cada 48 horas, enquanto durar a situação "excepcional".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE