Saúde

Bruno Covas vai para UTI após sangramento e é intubado

Prefeito de São Paulo, que enfrenta um câncer, teve sangramento no estômago no lugar do tumor inicial

Sarah Teófilo
postado em 03/05/2021 13:44 / atualizado em 03/05/2021 14:57
 (crédito: Sergio Andrade)
(crédito: Sergio Andrade)

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi internado em um leito de unidade de terapia intensiva (UTI) no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e foi intubado nesta segunda-feira (3/5) após equipe médica identificar um sangramento no estômago. O político está em tratamento contra um câncer desde 2019.

Segundo boletim médico divulgado no início da tarde desta segunda, Covas foi internado no domingo (2) "para realizar exames de sangue, de imagem e endoscópico, com o objetivo de prosseguir o tratamento quimioterápico e imunoterápico". 

"A endoscopia demonstrou sangramento no local do tumor inicial, que está sendo controlado com medidas de hemostasia local. O prefeito Bruno Covas foi encaminhado para unidade de terapia intensiva submetendo-se a intubação oro-traqueal e recebendo medidas adequadas de suporte clínico", informou boletim.

Covas pediu no último domingo (2) um licenciamento da prefeitura por 30 para para se dedicar ao tratamento médico. O pedido foi encaminhado para a Câmara Municipal de São Paulo, e lá chegou nesta segunda. O vice-prefeito Ricardo Nunes assume a chefia do executivo da capital na ausência de Covas.

Ao anunciar a licença, ele publicou nas redes sociais um comunicado ressaltando que, "nesses últimos meses, a vida tem me apresentado enormes desafios". "Tenho procurado enfrentá-los com fé, de cabeça erguida e com muita determinação. Assumi um compromisso com a cidade e sua população e tenho sido o mais transparente possível com a situação da minha saúde e com as etapas do meu tratamento", pontuou.

O prefeito licenciado ressaltou: "Nesse momento, com toda a força e foco que preciso colocar na minha saúde, fica incompatível o exercício responsável de minhas funções como prefeito de São Paulo".

 

CONTINUE LENDO SOBRE