CPI da Covid

TCU desmente Pazuello durante depoimento do general na CPI da Covid

Corte enviou mensagem ao senador Renan Calheiros destacando que nunca se manifestou contra o firmamento de contrato para aquisição de vacinas

Renato Souza
postado em 19/05/2021 12:51 / atualizado em 19/05/2021 12:52
 (crédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
(crédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Em mensagem lida pelo relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19, Renan Calheiros, o Tribunal de Contas da União (TCU) desmentiu o ex-ministro Eduardo Pazuello, que depõe na oitiva do Senado nesta quarta-feira (19/5). O ex-titular da pasta da Saúde alegou que ocorreram recomendações do tribunal de contas contra o firmamento de contratos para a aquisição de vacinas.

No entanto, de acordo com o TCU, nenhum parecer do tipo foi produzido, e que foi, sim, recomendada a compra, tendo em vista a emergência sanitária gerada pela covid-19. "Recebi aqui mensagem on-line do TCU afirmando que nunca se manifestou contra a aquisição de vacinas", disse Renan Calheiros.

O ministro Eduardo Pazuello disse, então, que "houve um equívoco", e que, na verdade, ele estava se referindo ao parecer da Controladoria-Geral da União (CGU). No entanto, foi mais uma vez desmentido, desta vez pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM). "A própria CGU reconhece que o projeto de lei resolvia o problema", disse ele, se referindo ao projeto que facilitou a aquisição de insumos de combate à pandemia.

"Lamentavelmente, vemos mais uma vez essa justificativa de equívoco", completou o senador, em referência às declarações de Pazuello.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE