INVESTIGAÇÃO

Luís Miranda prestará depoimento na terça em inquérito que investiga Bolsonaro

Presidente da República é acusado de ser informado sobre fraude na compra de vacinas e não levar o caso as autoridades competentes

Renato Souza
postado em 13/07/2021 19:24
 (crédito: Pedro França/Agência Senado)
(crédito: Pedro França/Agência Senado)

O deputado Luís Miranda vai prestar depoimento à Polícia Federal na próxima semana, no âmbito do inquérito aberto para investigar se o presidente Jair Bolsonaro cometeu o crime de prevaricação, de acordo com fontes de dentro da corporação consultadas pelo Correio. O parlamentar será ouvido na próxima terça-feira (20) e a expectativa é que ele leve até a corporação fatos que ainda não foram declarados à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19.

O deputado é o autor da denúncia de que ocorreram fraudes em contratos de compra da vacina indiana Covaxin, onde seriam adquiridas 400 milhões de doses ao custo de R$ 1,6 bilhão. De acordo com as acusações, um esquema de corrupção foi montado no Ministério da Saúde para superfaturar a compra dos imunizantes e distribuir propina entre os envolvidos.

Miranda alega que em março deste ano informou sobre o esquema para o presidente Jair Bolsonaro. No entanto, o chefe do Executivo não informou a Polícia Federal sobre as denúncias, e teria se omitido de levar o caso até as autoridades competentes.

Bolsonaro teria ainda citado o nome de três deputados que integravam as fraudes. Interlocutores do deputado dizem que ele gravou um áudio de 50 minutos, onde o presidente reconhece a existência das fraudes, o que comprovaria o crime de prevarização.O depoimento vai ocorrer em Brasília.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE