EXONERAÇÃO

Governo exonera Santini do cargo de secretário-executivo da Secretaria Geral

A mudança ocorre um dia após o general Luiz Eduardo Ramos ter sido nomeado para comandar a Secretaria-Geral da Presidência da República no lugar de Onyx Lorenzoni, que irá para o novo Ministério do Trabalho e Previdência.

Ingrid Soares
postado em 29/07/2021 11:30
 (crédito: @casacivil

)
(crédito: @casacivil )

O secretário-executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República, Vicente Santini, foi exonerado do cargo nesta quinta-feira (29/7). A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). Em seu lugar, entra Mário Fernandes.

A mudança ocorre um dia após o general Luiz Eduardo Ramos ter sido nomeado para comandar a Secretaria-Geral da Presidência da República no lugar de Onyx Lorenzoni, que irá para o novo Ministério do Trabalho e Previdência.

Santini foi secretário-executivo da Casa Civil e exonerado após ter utilizado o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar à Suíça e à Índia. A saída dele foi decidida no mesmo dia em que Bolsonaro retornou da viagem a Nova Délhi. O chefe do Executivo se mostrou incomodado com o uso da aeronave e afirmou que Santini deveria ter viajado em voo comercial, a exemplo de outros ministros.

Após o episódio, Santini já havia retornado ao governo federal em setembro, quando ganhou um cargo de assessor especial do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Já no dia 8 de fevereiro, ocupou novamente um posto no Planalto. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE