Paralisação nas estradas

PRF libera 33 pontos bloqueados por caminhoneiros bolsonaristas

Em nota, corporação afirmou que mobilização dos caminhoneiros é pontual; ação foi realizada na madrugada desta quinta-feira (9/9) e contou com 2 mil policiais

Amanda Oliveira
Cristiane Noberto
postado em 09/09/2021 13:33 / atualizado em 09/09/2021 13:48
 (crédito: Reprodução / Policia Rodoviária Federal)
(crédito: Reprodução / Policia Rodoviária Federal)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou ter desarticulado 33 pontos de bloqueio criados por caminhoneiros bolsonaristas em estradas brasileiras na manhã desta quinta-feira (9/9). A ação começou na madrugada e contou com a mobilização de 2 mil policiais.

“A PRF encontra-se em todos os locais identificados e permanece trabalhando pela garantia do livre fluxo nas rodovias federais, viabilizando o escoamento da produção assim como o direito de ir e vir dos motoristas e usuários”, disse em nota.

Segundo a PRF, a atuação nas estradas não foi coordenada por entidade setorial ou de transporte rodoviário de cargas. Boletim da corporação informou ainda que a mobilização é pontual e que não está envolvida com demandas da categoria.

Em vídeo, o caminhoneiro foragido Zé Trovão pediu que os caminhoneiros não “arredem o pé” . “Isso é justo? PRF indo pra cima dos caminhoneiros. Nós não vamos abaixar a guarda agora”, disse. O militante ainda afirmou que “ninguém foi às ruas para defender o presidente Bolsonaro, e, sim, pela bandeira do Brasil''.

A desmobilização é resultado da divulgação de um áudio, onde o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pede para que seus apoiadores organizem o fim da paralisação dos veículos de carga.

De acordo com o último boletim divulgado pelo Ministério da Infraestrutura, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou pontos de concentração em rodovias de 14 estados. As interdições por conta dos bloqueios ocorrem nos estados da Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Apesar da retenção deste tipo de veículo, o trânsito está liberado em trechos de rodovias no Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Rondônia, Pará e Roraima.

 

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE