Ataques

Embaixada brasileira na Itália condena ataques sofridos por jornalistas

Durante visita a Roma, Bolsonaro tratou de forma hostil os jornalistas e os seguranças dele foram violentos com quem tentou fazer perguntas

Ana Mendonça - Estado de Minas
postado em 02/11/2021 18:23 / atualizado em 02/11/2021 18:24
 (crédito: Alan Santos/PR)
(crédito: Alan Santos/PR)

A embaixada brasileira na Itália condenou os ataques sofridos por jornalistas durante uma passeio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no centro de Roma.

“A Embaixada do Brasil na Itália condena quaisquer atos de violência praticados contra profissionais da imprensa no exercício de suas funções e esclarece que não contrata seguranças para atuação externa às suas instalações”, disse a Embaixada.

No documento, a embaixada diz que está ainda aguardando o resultado das investigações sobre as possíveis agressões.

No domingo (31/10), no fim da cúpula do G20, o presidente Jair Bolsonaro saiu para encontrar apoiadores perto da embaixada brasileira, no centro de Roma. O presidente tratou de forma hostil os jornalistas. E os seguranças que estavam ao redor dele foram violentos com quem tentou fazer perguntas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE