COP26

'Onde existe floresta também existe pobreza', diz ministro do Meio Ambiente

Declaração do ministro Joaquim Leite foi feita em discurso na COP26, em Glasgow na Escócia

Ana Mendonça - Estado de Minas
postado em 10/11/2021 17:53
Ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite -  (crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite - (crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil)

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, disse na conferência do clima de Glasgow, que onde há muita floresta existe muita pobreza.

A fala acabou gerando muita repercussão, já que o Brasil abriga a maior floresta tropical do mundo, a Amazônia.

A frase foi dita quando o ministro defendia o programa Floresta%2b anunciado pelo governo para PSA (pagamentos por serviços ambientais), no qual pequenas propriedades que preservam proporções razoáveis de cobertura vegetal recebem compensação.

"Reconhecemos também que onde existe muita floresta também existe muita pobreza. E, para promover o desenvolvimento sustentável da região, criamos o Programa Nacional de Pagamentos por Serviços Ambientais Floresta, que busca fomentar o mercado de serviços ambientais, reconhecendo e remunerando quem cuida de floresta nativa", afirmou.

No discurso, o ministro cobrou mais recursos de países ricos para a preservação ambiental no Brasil.

Joaquim Leite também defendeu que o desafio a ser "superado" é o de reverter a lógica de punição para a lógica do incentivo.

O ministro participa da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima de 2021, que está sendo realizada entre 1º e 12 de novembro na cidade de Glasgow, na Escócia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE