FAB

Com decreto, Bolsonaro cria novo nível de promoção na Força Aérea

FAB terá o cargo de segundo sargento do Quadro Especial de Sargentos da Aeronáutica (QESA)

Luana Patriolino
postado em 03/12/2021 16:18 / atualizado em 03/12/2021 16:18
 (crédito: Isac Nóbrega/PR)
(crédito: Isac Nóbrega/PR)

A Força Aérea Brasileira (FAB) conta com uma nova graduação, após o presidente Jair Bolsonaro (PL) assinar um decreto permitindo a criação da graduação de segundo-sargento do Quadro Especial de Sargentos da Aeronáutica (QESA), na última quarta-feira (1º/12). O chefe do Executivo também reduziu de 20 para 15 anos o período necessário para que um cabo possa ser promovido para essa equipe.

Representantes da Aeronáutica têm brigado há cerca de 10 anos pela pauta, sob argumento de que a posição já existe no Exército e na Marinha. Atualmente, o QESA tem cerca de 1,4 mil membros que, agora, poderão receber a promoção, além de um acréscimo na remuneração.

Em nota, a FAB afirma que o impacto financeiro da medida deve ser compensado "pela redução dos efetivos das graduações de cabo e de soldado".

A pasta responsável pelo órgão terá R$ 11,8 bilhões em verbas discricionárias, conhecidas como não obrigatórias, que são usadas em gastos administrativos e investimentos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE