COVID-19

Bolsonaro entrega PCR negativo e confirma presença na posse de Mendonça no STF

Mais cedo, nesta quarta-feira (15/12), antes da agenda oficial, chefe do Executivo conversou com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, e, depois, passou pouco mais de meia hora no posto médico da Presidência. Ele também esteve no local no último dia 6

Ingrid Soares
postado em 15/12/2021 12:34 / atualizado em 15/12/2021 12:34
 (crédito: Agência Brasil/Reprodução)
(crédito: Agência Brasil/Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou o teste RT-PCR exigido para que possa adentrar no prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) e acompanhar a posse de seu indicado, André Mendonça, como ministro da Corte, prevista para esta quinta-feira (16/12). A equipe médica palaciana enviou ao Supremo, nesta quarta-feira (15), o teste com resultado negativo para covid-19, confirmando a presença do presidente. 

Mais cedo, antes da agenda oficial, o chefe do Executivo conversou com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, onde atacou o ex-procurador Deltan Dallagnol (Podemos). Depois, ele passou pouco mais de meia hora no posto médico da Presidência da República, localizado no anexo do Palácio do Planalto. 

Em nota, o STF informou que  "Bolsonaro confirmou presença na posse do Ministro André Mendonça, que será realizada nesta quinta-feira (16). A equipe médica da Presidência enviou nesta quarta (15) teste negativo para Covid-19, previsto na resolução 748/2021 do STF sobre as regras para ingresso nos prédios do STF a fim de conter a disseminação da Covid-19".

Bolsonaro participa hoje do Fórum Moderniza Brasil — Ambiente de Negócios, um encontro com empresários em São Paulo. À noite, a expectativa é de que ele participe do jantar em homenagem ao governo brasileiro pela ajuda humanitária ao povo libanês. O presidente retorna a Brasília no final da noite.

No último dia 6, o presidente passou cerca de duas horas no posto médico da Presidência. À época, a Secretaria de Comunicação do Planalto não divulgou o motivo da ida do presidente ao local.

O chefe do Executivo já disse inúmeras vezes que não tomará o imunizante contra o vírus. Para participar da posse de André Mendonça o chefe do Executivo teria que se vacinar ou ainda apresentar um teste negativo para covid-19. 

Uma resolução assinada pelo ministro Luiz Fux no final de outubro prevê que todos os frequentadores da Corte, tanto do público interno quanto do público externo, deverão apresentar certificado de vacinação. As pessoas não vacinadas deverão apresentar teste RT-PCR ou teste antígeno negativos para covid-19 feito 72h anteriores à visita. O uso de máscaras também continua obrigatório.

No último dia 30, o advogado de Bolsonaro, Frederick Wassef, foi barrado no prédio por não apresentar o comprovante de vacinação.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE