JUSTIÇA ELEITORAL

Bolsonaro diz que Forças Armadas são "fiadoras" do processo eleitoral

Corte eleitoral reiterou que o sistema de votação eletrônico é seguro. Presidente Jair Bolsonaro reagiu e disse que vai esperar Forças Armadas se manifestarem

Luana Patriolino
postado em 16/02/2022 21:17
 (crédito: Evaristo Sa/AFP)
(crédito: Evaristo Sa/AFP)

O presidente Jair Bolsonaro disse que as Forças Armadas são “fiadoras” do processo eleitoral e que aguarda análise sobre dados enviados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que "próximos passos" sejam definidos pelos militares.

A declaração foi dada em entrevista à Jovem Pan, nesta quarta-feira (16/2), após o TSE reafirmar às Forças Armadas que as urnas eletrônicas são seguras. A Corte quebrou o sigilo e divulgou as respostas às 80 perguntas com pedidos de informações para compreender o funcionamento das máquinas.

Jair Bolsonaro também relatou que foi ignorado por Alexandre de Moraes durante encontro no Planalto. “Apenas o ministro Fachin falou naquele momento. Eu me dirigi ao ministro Alexandre por duas vezes e ele não me respondeu”, disse.

“Quando sai dali, eles foram ao Senado se encontrar com o presidente Rodrigo Pacheco e ali decidiram que a CPI das fake news deveriam voltar a funcionar. Isso é muito lamentável, muito triste, mas quero aguardar o estudo sobre a documentação do TSE”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE