ELEIÇÕES 2022

Dois terços dos brasileiros avaliam que Brasil está no rumo errado

Dados foram registrados pela pesquisa Exame/Ideia, publicada nesta quinta-feira (24/3), feita com 1,5 mil eleitores em todo o país

Talita de Souza
postado em 24/03/2022 14:21 / atualizado em 24/03/2022 14:45
 (crédito: Reprodução / TV Brasil)
(crédito: Reprodução / TV Brasil)

Para dois terços dos brasileiros, o Brasil está no rumo errado. A opinião se refere a 66% dos 1,5 mil eleitores entrevistados pela pesquisa Exame/Ideia publicada nesta quinta-feira (24/3). Questionados sobre o principal responsável por essa falha, 41% culpam o governo federal.

A pesquisa ocorreu entre 18 e 23 de março, por telefone, e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O fundador do instituto especializado em opinião pública Ideia, Maurício Moura, comentou que a reprovação dos brasileiros com as decisões do atual governo está relacionada a indicadores econômicos do país.

A maioria dos entrevistados culpam o governo federal pelo Brasil não estar no rumo certo
A maioria dos entrevistados culpam o governo federal pelo Brasil não estar no rumo certo (foto: Exame/Ideia)

"Dois terços da população dizem que o país está no rumo errado. E, entre eles, 41% atribuem ao presidente a responsabilidade da condução equivocada do país. São muito fortes esses números e isso obviamente dialoga com o fato de que os indicadores econômicos são mais negativos do que positivos”, pontua Maurício.

"É uma sequência de informações públicas, incluindo as sucessivas rodadas das pesquisas Exame/Ideia, que vêm mostrando o tema da economia cada vez mais sólido na cabeça das pessoas!", acrescenta.

A opinião de Maurício é comprovada pelos entrevistados: 20% dos brasileiros afirmaram que o principal problema do Brasil hoje é o desemprego, seguido da inflação (16%). No entanto, a falta de postos de trabalho está empatada com o cenário da saúde brasileira (20%).

Saúde, desemprego e inflação são maiores preocupações de brasileiros
Saúde, desemprego e inflação são maiores preocupações de brasileiros (foto: Exame/Ideia)

Além disso, a maioria dos entrevistados (74%) afirma que criar empregos deve ser a prioridade do próximo presidente do Brasil. Ajudar pessoas economicamente vulneráveis (37%) e pequenas e médias empresas (35%) são outras respostas com taxas expressivas.

“O principal indicador de melhora da popularidade de Bolsonaro vai ser a economia. Eu acho que o grande desafio da reeleição vai ser convencer pessoas que não o aprovam a aprová-lo”, opina Maurício. “A pesquisa mostra que o tema é muito importante e a conversão só vai acontecer se o governo conseguir entregar uma melhora na economia”, frisa.

Entrevistados apontam Lula como vencedor no 1º turno nas eleições 2022

Se o primeiro turno das eleições 2022 ocorressem nesta quinta-feira (24/3), o cargo de chefe do Executivo seria confiado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele foi apontado por 40% dos entrevistados, contra 29% dos que escolheram o atual mandatário Bolsonaro (PL).

Ciro Gomes (PDT) e Sergio Moro (Podemos) estariam empatados no terceiro lugar, com 9% dos votos cada. Os números são de pesquisa estimulada, quando é apresentada uma lista de candidatos aos participantes.

Perfil dos entrevistados: maioria é do sexo feminino e tem entre 45 e 59 anos

A maioria dos respondentes da pesquisa são do sexo feminino (53%), tem entre 45 a 59 anos (25%) e moram na região Sudeste (43%). Outros 42% são estão na faixa etária entre 25 e 44 anos, seguidos por pessoas de 60 anos ou mais (20%). Pessoas de 16 a 24 anos correspondem a 13% dos entrevistados.

As regiões Nordeste (27%) e Sul (15%) foram a segunda e a terceira, respectivamente, com mais respondentes. O centro-oeste e o norte do país registraram 8% dos entrevistados. O instituto Ideia afirma que o grau de confiança do levantamento é de 95% e que a margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou menos.

 

  • Saúde, desemprego e inflação são maiores preocupações de brasileiros
    Saúde, desemprego e inflação são maiores preocupações de brasileiros Foto: Exame/Ideia
  • A maioria dos entrevistados culpam o governo federal pelo Brasil não estar no rumo certo
    A maioria dos entrevistados culpam o governo federal pelo Brasil não estar no rumo certo Foto: Exame/Ideia
  • Presidente da República, Jair Bolsonaro
    Presidente da República, Jair Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega/PR
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE