Forças Armadas

General que depõe na PF omitiu reunião golpista em audiência na Câmara

Então comandante do Exército, general Feire Gomes compareceu no encontro de 5 de julho de 2022 com Bolsonaro; no dia seguinte, esteve em comissão do Congresso e nada relatou sobre o conteúdo da reunião da véspera no Planalto

O general Marco Antônio Freire Gomes, comandante do Exército durante o mandato de Bolsonaro, depõe na Polícia Federal nesta sexta (1º/3) -  (crédito: Evaristo Sa/AFP )
O general Marco Antônio Freire Gomes, comandante do Exército durante o mandato de Bolsonaro, depõe na Polícia Federal nesta sexta (1º/3) - (crédito: Evaristo Sa/AFP )
postado em 01/03/2024 15:43 / atualizado em 01/03/2024 15:48

O general Marco Antônio Freire Gomes, que foi comandante do Exército no fim do governo de Jair Bolsonaro e que depõe nesta sexta-feira (1º/3) na Polícia Federal (PF), esteve presente na reunião de 5 de julho de 2022, no Palácio do Planalto. No encontro, o ex-presidente discutiu a possibilidade de um golpe de Estado para evitar a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva. O oficial se sentou, na ocasião, na mesa principal onde estavam ministros e outros principais auxiliares de Bolsonaro.

No dia seguinte, 6 de janeiro, Gomes compareceu a uma audiência pública na Comissão de Relações Exteriores, na Câmara, ao lado dos outros dois comandantes das Forças — Aeronáutica e Marinha — e do ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira. Como os demais representantes do governo no encontro, o general omitiu a realização da reunião da véspera, e seu conteúdo, ainda que o assunto sobre urnas eletrônica e sistema eleitoral tenha sido discutido na audiência.

O então comandante discorreu sobre os projetos do Exército, sobre a defesa da soberania e fez um histórico das atribuições da Força. Ao contrário de Gomes, o ministro da Defesa e o comandante da Marinha, Almir Garnier, criticaram a suposta fragilidade das urnas eletrônicas. O representante do Exército não levantou qualquer dúvida ou fez restrições à Justiça Eleitoral.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação