Projeto Olho Vivo, do RJ, vence Prêmio Itaú-Unicef em médio porte

Cerne da iniciativa é estimular a produção audiovisual por parte de adolescentes de 13 a 18 anos atendidos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/12/2017 12:22 / atualizado em 13/12/2017 12:44

Em Niterói, no Rio de Janeiro, parceria entre a Bem TV (Associação Experimental de Mídia Comunitária) e a Escola Estadual Guilherme Briggs deu tão certo que ganhou o Prêmio Itaú-Unicef na categoria médio porte. Assim como o ganhador da categoria pequeno porte, o projeto Aluno Repórter, de Bragança (PA), o projeto Olho Vivo também tem foco na comunicação.

Associação Experimental de Mídia Comunitária - Bem TV

 
A iniciativa atende 54 adolescentes entre 13 e 18 anos e os capacita para manejarem câmeras e celulares de modo a mudarem a própria realidade. Com esses aparelhos nas mãos, os jovens conseguem narrar a realidade a partir de uma visão própria. Vídeo, fotografia e desenvolvimento de aplicativos são acrescidos de reflexões acerca de violência, desigualdade, preconceito… Em 2016, a parceria formou 130 alunos, que desenvolveram mais de 20 vídeos e quatro aplicados de celular.
 
Durante a entrega do prêmio, Alcinéa Souza, diretora do Colégio Estadual Guilherme Briggs, relatou que o projeto trouxe muito impacto para a vida dos adolescentes, pois, antes da atividade de educação integral ser executada por ali, “muitos dos jovens deixavam a escola para trabalhar”, realidade que mudou.
  
Ana Paula Lisboa
 
 
*A jornalista viajou a convite da Fundação Itaú Social.