Publicidade

Correio Braziliense

"Nova máscara da velha política", diz Rollemberg sobre Ibaneis

Tentando a reeleição, Rodrigo Rollemberg (PSB) lançou uma série de acusações contra o adversário Ibaneis Rocha (MDB), que está à frente nas pesquisas de intenção de voto


postado em 04/10/2018 14:37 / atualizado em 04/10/2018 15:57

Rodrigo Rollemberg (PSB) garantiu melhorias para saúde, educação e mobilidade(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Rodrigo Rollemberg (PSB) garantiu melhorias para saúde, educação e mobilidade (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
 
Na reta final para as eleições de 2018, Ibanis Rocha (MDB), à frente nas pesquisas de intenção de voto, é alvo de crítica dos adversários. Em entrevista ao CBPoder, transmitido pela TV Brasília, nesta quinta-feira (4/10), o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), disparou críticas ao concorrente. De acordo com o candidato à reeleição, Ibaneis estaria tentando comprar votos ao prometer à população que reconstruiria casas derrubadas pela Agência de Fiscalização (Agefis) com o próprio dinheiro.  

“Jamais vou poder concorrer com Ibaneis financeiramente, que faz uma derrama de dinheiro, que desafia até o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Ele compra cabo eleitoral, deputado e apoio. Esses são crimes eleitorais que estão sendo apurados pela Justiça”, frisou Rollemberg. O governador ainda destacou que o emedebista não é novo na política, como prega durante a campanha. “Patrocinado pelo Tadeu Filippelli, ele é a nova máscara da velha política”, disparou.  

As denúncias de Rollemberg contra Ibaneis também são compartilhadas por outros sete concorrentes à chefia do Palácio do Buriti. Na terça-feira (2/10), os adversários encaminharam uma denúncia contra o emedebista ao Ministério Público Eleitoral. O texto acusa Ibaneis de abuso de poder econômico. |Rollemberg não teve participação na confecção do documento. Assinaram a denúncia: Eliana Pedrosa (Pros), Rogério Rosso (PSD), Alberto Fraga (DEM), Alexandre Guerra (Novo), Júlio Miragaya (PT), Fátima de Sousa (PSol) e Paulo Chagas (TRT).    

Saúde, educação e mobilidade 

Durante entrevista, Rollemberg reconheceu o problema da saúde no Distrito Federal e garantiu melhorias ao setor no próximo mandato, caso seja reeleito. “Saúde é um problema nacional. Em qualquer estado ela é apontada como um problema”, ressalta. De acordo com o governador, a capital foi afetada pela crise financeira do país e pelo déficit de R$ 600 milhões deixados pela gestão passada. O candidato garante que o sistema do Instituto Hospital de Base (IHB) será ampliado para outras unidades de saúde de Brasília.  

Para a educação, o governador garantiu o aumento no número de vagas de creches. “Criamos 16 mil vagas e vamos abrir 25 mil até o próximo ano”, prometeu. Ainda sobre o setor, Rollemberg disse que irá melhorar as estruturas dos estabelecimentos de ensino e que irá abrir mais escolas técnicas nas cidades. “Brasília vai ser o primeiro lugar no ranking do ensino médio e fundamental do Brasil”, ressaltou.  

Em relação à mobilidade, Rollemberg frisou as obras do Trevo de Triagem Norte. De acordo com ele, a finalização do lugar garantirá melhor locomoção pela cidade. Além disso, o candidato apontou a abertura de licitação para construção de duas novas estações em Samambaia e prometeu a construção de BRT’s ligando o Plano Piloto a Planaltina e Ceilândia.  
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade