Publicidade

Correio Braziliense

Policial civil acusado de matar PM em boate vai a júri popular

Péricles Marques Júnior está preso desde o crime, que aconteceu em abril de 2019, e vai a júri pelo homicídio de Herison de Oliveira Bezerra


postado em 24/01/2020 14:43 / atualizado em 24/01/2020 15:11

Caso aconteceu após esbarrão (foto: Reprodução/ facebook)
Caso aconteceu após esbarrão (foto: Reprodução/ facebook)
O policial civil acusado de matar um policial militar durante festa em Águas Claras vai a júri popularPéricles Marques Júnior, 39 anos, atirou contra Herison de Oliveira Bezerra, 38, em abril de 2019. Na ocasião, os dois tiveram um desentendimento dentro da boate após um esbarrão, e o civil disparou contra o tenente da PM

O militar foi assassinado com três tiros e a denúncia cita motivo fútil. A data do julgamento ainda não havia sido divulgada até a última atualização desta matéria. A condenação pode render até 30 anos de prisão. 

Péricles passou por audiência de custódia em 16 de abril e a juíza substituta do Núcleo de Audiência de Custódia (NAC), Flávia Pinheiro Brandão Oliveira, decidiu que a prisão em flagrante do agente fosse convertida em preventiva. A determinação levou em conta as imagens das câmeras de segurança da casa de festas.

A magistrada entendeu ainda que Herison não teve tempo de reagir, o que não sustentaria a ideia de legítima defesa, como Péricles havia alegado em depoimento na corregedoria da Polícia Civil. A juíza também considerou que Péricles é um indivíduo de “alta periculosidade, porque, por causa de um esbarrão, atirou contra o militar em um estabelecimento com grande movimentação de pessoas”.

Na época, a PM manifestou pesar pela morte afirmando que Herison de Oliveira foi um policial marcado pela eficiência, tanto que recebeu uma homenagem na Câmara dos Deputados em 2018. O tenente deixou um filho adolescente e familiares que contaram que ele era um homem caseiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade