Cidades

Cigana Milena: golpes de 'benzimento de dinheiro' passam de R$ 200 mil

A suspeita chegou a ameaçar uma das vítimas após ela postar relato nas redes sociais: "Isso não vai ficar assim"

Sarah Peres
postado em 16/07/2020 16:53
Cigana Milena fez, ao menos, cinco vítimasOs golpes de ;benzimento de dinheiro; aplicados pela Cigana Milena somam R$ 213 mil. As vítimas são do Distrito Federal, São Paulo, Rio Grande do Sul, Tocantins e Maranhão. A suspeita utilizou ao menos três contas diferentes, oriundas de São Paulo (SP), para receber o dinheiro depositado pelas mulheres. O Correio apurou que, nesta quinta-feira (16/7), os casos devem ser apurados pelo 7; Distrito Policial, localizado na Lapa (SP).

Os casos de supostos estelionatos cometidos pela Cigana Milena ocorrem, pelo menos, desde maio deste ano. No site Reclame Aqui, há seis depoimentos de pessoas que desaprovam o serviço realizado pela acusada, por consumidores Campo Bom (RS), Salvador (BA), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), São Luís (MA) e Pau-d;Arco (PA).

;Enviei um dinheiro alto para ;purificar;, porque ela disse que precisava fazer isso com o valor que me acompanhava. Ela se aproveita do momento de fragilidade das pessoas e ela se recusa a devolver o valor. Não acreditem nela, ela não dá nenhuma explicação de nada;, relatou uma das vítimas, do Rio de Janeiro, na plataforma.
Cigana Milena oferece os serviços de amarração, cura espiritual e prosperidade financeira

Uma segunda vítima inicia o relato, no site, relatando que enviou uma mensagem via WhatsApp para a Cigana Milena, para um jogo de tarot. ;Ao término da conversa, ela disse que eu tinha um dinheiro guardado que estava amaldiçoado. Por isso, precisa mandar para benzer, pois tinham pessoas querendo me fazer mal e eu precisava fazer uma limpeza. Nessa limpeza, ela me cobrou R$ 1 mil, valor depositei na conta do pai dela. Na mesma conta, transferi mais R$ 14 mil, porque ela me ligava toda hora, dizendo que ia me devolver o valor em 48 horas e que podia confiar nela;, contou.

;Após o prazo de 48 horas, cobrei a devolução, e ela disse que o Pai de Santo não autorizou que ela me devolvesse o valor, que só poderia fazer isso depois de 21 dias. Fiquei louca, já que esse era o único dinheiro que tinha. Pedi dinheiro emprestado e avisei que precisava do montante em três dias. Nisso, ela me disse que não era assim, que eu procurei para fazer um trabalho. Desde então, ela diz que é a secretária (pelo WhatsApp), pois está fazendo um trabalho no mato. No Instagram, ela não abre espaço para comentários e, então, vi que caí em uma cilada. Estou desesperada atrás do meu dinheiro;, finalizou a moradora de São Luís.


Ameaça de morte

O Correio conseguiu conversar com a vítima do Maranhão, que transferiu R$ 19 mil para a Cigana Milena, após um jogo de tarô. Assim como com as demais mulheres, o argumento para conseguir o dinheiro foi que o montante estaria ;amaldiçoando; a vida dessas pessoas. No caso da lojista do DF, ela chegou a ser ameaçada de morte. A Federação de Umbanda e Candomblé de Brasília e Entorno repudiou os atos da suspeita, assim como salientou que o trabalho oferecido por ela não é característico das religiosidades afrobrasileiras.
Cigana Milena se diz seguidora de religiões afro brasileiras
Para a moradora de São Luís, a suspeita afirmou que a filha dela estava com um problema de saúde por causa do dinheiro amaldiçoado. ;Acreditando que minha menina melhoraria da tosse, que já durava uns três meses, confiei e depositei os valores. Após a última transferência, de R$ 4 mil, falei que não tinha mais o que mandar. Que se quisesse fazer a limpeza, que fosse com aquele valor. Então, todo o problema começou;, disse a mulher.

;Após as cobranças sem respostas e ver a Cigana Milena ostentando em cruzeiros e viagens familiares, decidi publicar a minha história. Nesse momento é que iniciaram as ameaças à minha pessoa, de forma explícita. Mesmo assim, não me abalei e continuei denunciando, para que mais ninguém caia nos golpes dela;, acrescenta a vítima.

Em mensagens pelo WhatsApp, Cigana Milena realiza as ameaças. ;Vou te processar, também vou expor tudo agora. Me aguarde, pode ter certeza. Você é baixa, que vergonha de cliente suja. Não vai ficar assim, amore. Você está me acusando. Já mandei pro meu advogado, que feio, fazendo fake. Meu deus (sic);, escreveu, nos textos enviados à vítima.
Em outro dia, uma mulher, que se diz secretária da Cigana Milena, pressiona a moradora de São Luís a excluir as queixas da internet. ;Olha, tudo o que ela fez foi para o seu bem. Caso queira escrever, fazer fake, faça. Mas aí você vai estar resolvendo da pior forma possível, não se pode fazer isso. A melhor forma para resolvermos é as duas entrarem em um acordo para não dar problema nenhum! Se você quiser, apaga essas coisas sobre a Milena. Falo com ela também a respeito do que está acontecendo. Aí, sim, podemos resolver da melhor forma possível. Agora, uma ficar xingando a outra, entrar na Justiça, ficar esse desentendimento, não vai melhorar nada. Só vai acabar prejudicando mais as coisas;, disse, por meio de mensagem.

A reportagem entrou em contato com Cigana Milena, mas, até a mais recente atualização desta matéria, não obteve retorno.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação