Politica

Bolsonaro confirma general na Casa Civil e Onyx no Ministério da Cidadania

O presidente confirmou a troca de ministros pelo Twitter, nesta quinta-feira (13/2)

Ingrid Soares
postado em 13/02/2020 17:01
Onyx, ao lado de Bolsonaro: da Casa Civil para a pasta da CidadaniaO presidente Jair Bolsonaro, confirmou, nesta quinta-feira (13/2), pelo Twitter, a troca de ministros na Casa Civil e na pasta da Cidadania.

Bolsonaro confirmou as informações que já circulavam desde a quarta-feira: o general Walter Braga Netto assume a Casa Civil no lugar de Onyx Lorenzoni, que assumirá o Ministério da Cidadania, substituindo Osmar Terra.

[SAIBAMAIS]Terra, por sua vez, deve voltar ao mandato de deputado federal. "Agradeço ao ministro Osmar Terra pelo trabalho e dedicação ao Brasil e que terá continuidade na Câmara dos Deputados", escreveu Bolsonaro.

A transmissão de cargos será realizada na terça-feira (18/2) da próxima semana.

Elogios a Braga Netto

Mais cedo, pela manhã, ao deixar o Palácio da Alvorada, o presidente não confirmou que faria as trocas. "Você viu alguma coisa no Diário Oficial da União?", indagou, ao ser questionado sobre o tema. Em seguida fez elogios ao general Braga Netto, que comandou a intervenção federal no Rio de Janeiro.

;O Braga Netto eu conheço há algum tempo, me dou bem com ele, ganhou uma projeção muito grande, numa situação complicadíssima, naquela intervenção na segurança do Rio de Janeiro. É um homem cotado para qualquer coisa;, falou. Sobre Osmar Terra, disse ter uma boa relação: "Me dou muito bem com ele, sem problema nenhum, tem um bom trabalho".

Perda de funções

Onyx deixa o cargo na Casa Civil semanas após o então número dois do órgão, Vicente Santini, ser exonerado por ter utilizado um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para viagens à Suíça e à Índia. Na época, Onyx estava de férias nos Estados Unidos.

Em meio à crise, Bolsonaro anunciou a transferência do Programa de Parceria de Investimentos (PPI) da Casa Civil para o Ministério da Economia. Anteriormente, Onyx já havia perdido a função de articulador político para Luiz Eduardo Ramos e a Secretaria de Assuntos Jurídicos (SAJ), que foi transferida para a Secretaria-Geral.

Nesta quarta-feira (12/2), Onyx se encontrou com Bolsonaro mais de uma vez. Pela manhã, ele acompanhou o presidente em uma reunião com a Frente Parlamentar da Agricultura e, na sequência, conversou a sós com o presidente por aproximadamente 30 minutos. À tarde, após deixar uma agenda pessoal, Onyx chegou a negar que seria remanejado para a Cidadania: "Ninguém afirmou isso".

O ministro ainda participou de outro evento no Palácio do Planalto e ficou sentado ao lado de Bolsonaro. No fim da solenidade, o chefe da Casa Civil saiu sem falar com os jornalistas e, de longe, acenou para a imprensa, sorrindo. No início da noite, o ministro publicou um vídeo dizendo que não se importava com a troca de função: "Não importa o número da camisa", disse.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação