Mulher de 49 anos morre em clínica após lipoaspiração com abdominoplastia

A causa da morte está sendo investigada pela Polícia Civil, em BH. Procedimento foi realizado ontem (23/6) e, após sentir fortes dores, vítima morreu

Larissa Ricci/ Estado de Minas
Cecília Emiliana - Estado de Minas
postado em 24/06/2021 18:44
 (crédito: Reprodução do site do Centro Cirúrgico Integrado )
(crédito: Reprodução do site do Centro Cirúrgico Integrado )

Uma mulher de 49 anos morreu nesta quinta-feira (24/6) depois de fazer uma lipoaspiração com abdominoplastia, em clínica no Bairro Funcionários, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. 

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informou que vai instaurar um inquérito policial para apurar as circunstâncias da morte. 

Uma equipe de policiais compareceu ao Centro Cirúrgico Integrado, que fica na Rua Piauí, para os primeiros levantamentos.

Segundo os relatos da mãe da vítima à Polícia Militar (PM), a filha fez a cirurgia nessa quarta-feira (23/6). Após o procedimento, a mulher foi encaminhada para observação e, segundo a testemunha, ela estava tranquila e satisfeita com o resultado.

Entretanto, durante esta madrugada, a vítima sentiu fortes dores e calafrios. Foi quando a equipe de plantão foi chamada e a vítima levada para a sala de emergência. Por volta das 7h, a mulher faleceu.

O cirurgião responsável pelo procedimento disse aos policiais que a cirurgia teria ocorrido dentro da normalidade e que, após encerrar o expediente e chegar em casa, foi informado sobre o estado de saúde da paciente.

Já a médica de plantão disse que ao ser chamada, foi até o quarto da vítima e repassou medicamentos para a dor. Mas, como não melhoraram, foi levada para o atendimento de emergência. 

Outra familiar contou que a vítima tinha pressão alta.

"O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal André Roquette (IMLAR), onde será submetido a exames para apurar a causa da morte. Novas informações serão repassadas em momento oportuno", informou em nota a PCMG.

A clínica

O Centro Cirúrgico Integrado é um Hospital Dia. De acordo com o site da clínica, no local podem ser realizados procedimentos cirúrgicos de baixa e média complexidade, nas áreas médica e odontológica.

Ainda no site do centro, é oferecido procedimentos como abdominoplastia, bichectomia, lipoaspiração, mastopexia, prótese de panturrilha e outras intervenções estéticas.

Além de tratamentos odontológicos, como cirurgias gengivais, procedimento para correção da arcada dentária e cirurgia que altera a posição da mandíbula dos pacientes.

O Estado de Minas entrou em contato com o Centro Cirúrgico Integrado, que informou, pelo telefone, que não vai se pronunciar em respeito à vítima.

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) esclareceu, por meio de nota, que a clínica possui alvará de funcionamento para realizar procedimentos cirúrgicos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE