Ajuda

Diarista recorre à 'vaquinha virtual' para construir a casa dos sonhos

Rosimeire Ferreira recebeu ajuda de sua amiga Juliana Vieira para criar a 'vaquinha virtual' e arrecadar R$ 85.700 para construir uma casa nova, em Timóteo

Tim Filho - Especial para o EM
postado em 02/12/2021 18:48
 (crédito: Projeto de Amor Divulgação)
(crédito: Projeto de Amor Divulgação)

O sonho de reformar sua pequena casa, construída de forma rudimentar em uma área de ocupação do Bairro Macuco, em Timóteo, levou a diarista Rosimeire Aparecida Ferreira, de 32 anos, a fazer uma “vaquinha virtual”, na esperança de arrecadar o dinheiro para construir uma casa nova e confortável para ela e os cinco filhos.

A ideia da “vaquinha” foi de uma amiga, Juliana Vieira, que acompanha o drama vivido pela diarista na sua luta para ter a tão sonhada casa. “A Rosimeire chegou a pensar em ir embora do Brasil, para juntar dinheiro e construir sua casa, mas ela é mãe, e ir pra fora do país, sozinha, e deixar os cinco filhos sozinhos aqui no Brasil, não dá”, disse Juliana, justificando a ideia de criar a “vaquinha”.

Rosimeire tem uma história de vida sofrida. Saiu da casa de seus pais ainda muito nova, como ela mesma faz questão de contar. Teve a vida marcada por uma série de adversidades, causadas pela violência, dificuldades financeiras e a falta de assistência por parte da família. Três anos atrás, seu marido foi assassinado e ela ficou por conta da criação dos filhos de 16, 14, 12, 10 e 7 anos.

Sua casa atual, no Macuco, tem apenas um quarto, uma cozinha e um banheiro, com estrutura deficiente e com muitas trincas nas paredes. A decisão de reformar a casa tornou-se mais forte depois que a Prefeitura de Timóteo instituiu o programa de regularização fundiária “Viver Legal”.

 

A casa, que será reformada, foi construída em área de ocupação, no Bairro Macuco, em Timóteo
A casa, que será reformada, foi construída em área de ocupação, no Bairro Macuco, em Timóteo (foto: Projeto de Amor Divulgação))

Rosimeire diz que já se cadastrou nesse programa da prefeitura, entregou a documentação exigida e em breve terá a escritura de seu imóvel. E assim ela vislumbrou a oportunidade de fazer a reforma, isso, se conseguir arrecadar o dinheiro com a “vaquinha” virtual. Sua meta é arrecadar R$ 85.700.

“Quem sentir no coração o desejo de fazer uma contribuição para essa campanha, seja ela qual for, não importa o valor, contribua. O que importa é o desejo no coração, a condição e vontade de ajudar o outro. Dar amor e ser solidário é o que a humanidade precisa no momento”, disse Juliana, fazendo o apelo pela amiga.

Quem quiser ajudar, pode visitar o site vaquinha virtual e doar qualquer valor em dinheiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE