ENCHENTES

Com estrada destruída pelas chuvas, moradores fazem corrente para garantir doações

Em meio aos dias de caos vividos pelos baianos, ações de empatia e bondade têm surgido para ajudar os mais necessitados

Aline Brito
postado em 28/12/2021 19:25
 (crédito: Reprodução TV-Bahia)
(crédito: Reprodução TV-Bahia)

Nesta segunda-feira (27/12), um vídeo que circulou pelos aplicativos de mensagem e redes sociais tem comovido pessoas de todo o Brasil. Em ato de solidariedade, moradores das cidades de Coaraci e Itapitanga, ambas do sul da Bahia, se uniram em uma ‘corrente’ para transportar donativos, depois que um trecho da BA-561, que dá acesso aos municípios, se rompeu por conta das chuvas.

No vídeo, é possível ver inúmeras pessoas formando uma fila dando volta na cratera, que deixou as cidades ilhadas, e passando os itens doados de mão em mão. Os donativos foram enviados em um caminhão, mas que teve a viagem interrompida por conta do rompimento da rodovia. Alimentos, roupas, água, produtos de higiene e limpeza chegaram aos que estão necessitando por conta desta ação conjunta.

Campanhas de doações estão sendo realizadas por moradores e prefeituras dos municípios afetados. Nos últimos dias a internet tem visto uma união em solidariedade às vítimas das enchentes. Perfis como o da prefeitura de Coaraci ( @prefcoaracioficial), que divulgou o vídeo, publicou um pix para arrecadar fundos e auxiliar os moradores da cidade.

Para quem deseja ajudar, diversos perfis no instagram estão recebendo doações. O influenciador baiano Hawk (@hawk.jpg), está arrecadando dinheiro para comprar mantimentos para cidades como Ipiaú, Ubatã e Itabuna. Ajudas também podem ser enviadas por meio dos perfis: @prefeituraitambe, @prefeitura.itabuna, @prefeituradeibicui, @lucasrush, @jaddemarcelly, @desritmei e @sensorialfiit.

Enchentes

A Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) contabiliza, ao menos, 116 municípios afetados pelas fortes chuvas que atingem o estado desde a última quinta-feira (23/12). Desses, 100 municípios decretaram situação de emergência. Foram registradas, ainda, 20 mortes e 358 pessoas feridas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE