CRIME

Homem é preso por estupro após mulher pedir socorro por delivery

Caso ocorreu em Curitiba. A vítima fez a solicitação de entrega em uma lanchonete e deixou uma mensagem de denúncia na descrição do pedido

Homem é preso por estupro após mulher denunciá-lo por delivery -  (crédito: Reprodução/TV Record)
Homem é preso por estupro após mulher denunciá-lo por delivery - (crédito: Reprodução/TV Record)

Um homem foi preso por estupro após a mulher denunciá-lo por meio de um pedido de delivery, em Curitiba. O caso ocorreu na segunda-feira (8/7). De acordo com informações da TV Record, a vítima fez a solicitação de entrega a distância em uma lanchonete e deixou uma mensagem de denúncia na descrição do pedido: "Me ajuda, manda a polícia para esse endereço. Fui estuprada e violentada".

O recado foi lido pela atendente do restaurante que acionou a Polícia Militar. Ela trocou mensagens com a vítima até a chegada da polícia. Ainda conforme informações da TV Record, a atendente também ficou na linha com os policiais. 

Ao chegar ao local onde estava a mulher, a polícia prendeu em flagrante o rapaz acusado de estupro. A vítima foi hospitalizada, passou por exames e recebeu alta em seguida. Segundo a Polícia Civil, conforme informações da Record, a vítima já foi ouvida.

Ela está em um abrigo com a filha, que passa bem. "O policial avisou que era para a gente tentar avisar a ela para ela sair. Mandei mensagem falando: seu pedido já está aí na frente. Consegue atender?", disse Ariane da Paz, atendente da loja. O Correio contatou a Polícia Militar do Paraná para coletar mais informações sobre o caso e aguarda respostas. 

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

postado em 10/07/2024 21:28
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação