Motorista embriagada mata motociclista e é presa

A condutora de um Renault Duster atingiu a motocicleta de Lucas Ribeiro dos Reis na EPNB. A vítima não resistiu e morreu no local. A mulher foi encaminhada para 21ª DP e presa

Thais Umbelino
postado em 08/08/2020 18:09 / atualizado em 11/08/2020 07:57
 (foto: Divulgação/Detran-DF)
(foto: Divulgação/Detran-DF)

Uma colisão entre um carro e uma moto causou a morte de um jovem de 24 anos na manhã deste sábado (8/8), na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB), na DF-075. Após múltiplas fraturas Lucas Ribeiro dos Reis não resistiu e morreu no local. Foi constatado na cena do crime que a condutora estava sob efeito de álcool.

A batida aconteceu em um cruzamento em frente a um semáforo próximo ao Bar Paraíba Carne de Sol. A mulher de 55 anos, pilotava um Renault Duster de cor preta quando colidiu com a motocicleta Yamaha XTZ 150cc de cor azul. Ela realizou teste de bafômetro e apresentou resultado positivo.

A condutora da Duster apresentou escoriações no corpo e estilhaços de vidro nos olhos e foi transportada pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). Em seguida, encaminhada para 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), onde foi presa.

Alcoolemia e direção

Apenas nesta semana foram registrados mais três mortes causadas por motoristas alcoolizados. Na segunda-feira (3/8), Felipe Alves da Silva, 24 anos, morreu após ser atingido por veículo enquanto estava com o carro parado no acostamento da DF-230, próximo ao Morro da Capelinha, em Planaltina. No momento ele trocava o pneu de um veículo. O motorista que provocou a colisãoestava embriagado, com taxa de alcoolemia de 0.66.

Na quarta-feira (5/8) dois garis morreram após serem atingidos por um Ford Ka conduzido por Josué Alexandro Reis, que estava alcoolizado. A colisão aconteceu por volta das 23h30, na BR-020, entre Sobradinho e Planaltina. llda Barbosa de Sousa, 52 anos, e Anísio de Souza Lopes, 48, não resistiram e morreram no local. Dois dias depois o responsável pela batida, foi solto por determinação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT). O homem de 40 anos foi liberado sem fiança, com a condição de que ele compareça a todos os atos do processo.

Segundo dados dos órgãos de trânsito do DF: Departamento de Trânsito (Detran-DF), Polícia Militar e

Resultados da pesquisa
Resultado da Web com links de sites

Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), de janeiro a julho deste ano 9.021 motoristas foram autuado por dirigir sob influência de álcool ou de outra substância psicoativa. O número pode aumentar, visto que ainda há multas em processamento.

A infração é categorizada como gravíssima e a multa pela penalidade é R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses, recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo. A aplicação da multa é o dobro em caso de reincidência no período de até 12 meses.

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação