Violência contra a mulher

Grávida esfaqueada pelo ex tem resultado negativo para a covid-19

Cleudiane dos Santos, de 27 anos, permanece em estado grave no Hospital de Base. O suspeito está foragido e é procurado pela polícia

Darcianne Diogo
postado em 20/08/2020 17:04 / atualizado em 20/08/2020 17:04
Cleudiane dos Santos estava grávida de 4 meses e recebeu duas facadas na barriga -  (foto: Reprodução)
Cleudiane dos Santos estava grávida de 4 meses e recebeu duas facadas na barriga - (foto: Reprodução)

A mulher esfaqueada 22 vezes pelo ex-companheiro teve o resultado negativo para o novo coronavírus, segundo informou uma fonte ao Correio. Cleudiane dos Santos, de 27 anos, permanece em estado grave no Hospital de Base desde 9 de agosto, dia do crime. Duas das facadas atingiram o abdômen da jovem, que estava grávida de quatro meses do acusado e perdeu o bebê.

A equipe médica do hospital desconfiou que a vítima estava infectada pela covid-19 após ela apresentar piora no quadro pulmonar. Os profissionais de saúde fizeram o exame de PCR na terça-feira (18/8).

O suspeito de tentar matá-la, identificado como Fernando Ferreira Soares, 32, ainda está foragido e é procurado pela polícia. Na noite do crime, a mulher estava em um churrasco, na QND 37, em Taguatinga Norte, quando Fernando chegou ao local. Imagens das câmeras de segurança registraram a ação do autor. Segundo as investigações, ele colocou uma faca na cintura e chamou Cleudiane para ir em um barraco, na QND 37, afirmando que iria lhe dar R$ 50.

Durante o trajeto, o acusado iniciou a discussão com a mulher e a atacou com facadas, de forma violenta. Ele cumpria prisão domiciliar e tinha passagens por tráfico de drogas e estupro de vulnerável. De acordo com a apuração policial, Fernando teria ficado com ciúmes do dono do churrasco, um senhor de 70 anos. Os dois se relacionaram por cerca de nove meses e chegaram a morar juntos. Contudo, há três meses, a vítima decidiu colocar fim ao relacionamento.

A polícia pede a ajuda da população para identificar o suspeito. As denúncias podem ser feitas anonimamente pelo número 197, da Polícia Civil.

  • Suspeito continua foragido
    Suspeito continua foragido Foto: Reprodução
  • Suspeito continua foragido
    Suspeito continua foragido Foto: Reprodução

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação