Polícia Civil

Trio é detido em Sobradinho II por furtar residências

Na Operação Trinca, da 35ª Delegacia de Polícia (DP), dois menores, de 15 e 17 anos, e um maior, de 29, foram detidos após terem furtado uma residência na Fercal

Correio Braziliense
postado em 25/01/2021 22:34
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

Agentes da 35ª Delegacia de Polícia (DP), de Sobradinho II, prenderam, na noite desta segunda-feira (25/1), integrantes de uma associação criminosa voltada para a prática de furto em residências, na Operação Trinca.

Os autores — dois menores, de 15 e 17 anos, e um maior, de 29 — foram detidos após terem furtado uma residência na Fercal. Depois de analisar as câmeras de monitoramento da vizinhança, a vítima reconheceu um dos autores como sendo seu sobrinho, rapaz de 17.

Nas buscas pelo menor, os policiais apuraram que, além dele, o menor de 15 anos e o homem de 29 tiveram participação no crime. Segundo as investigações, o homem havia se associado aos menores para a prática de infrações criminais. Além disso, ele os teria levado, em seu automóvel, até o local do crime, realizando a fuga com os objetos furtados.

A Polícia Civil apurou também que os menores eram procurados pela Delegacia da Criança e do Adolescente I (DCA I), possuindo mandado de busca e apreensão por um ato infracional análogo ao crime de roubo praticado no ano passado.

Segundo o delegado da 35ª DP, João de Ataliba, no furto praticado, os autores pegaram para si escovas de cabelo, uma chapinha, um secador, um aparelho de telefone celular e uma televisão. Todos os bens foram recuperados e restituídos à vítima. “Durante a apuração, foi constatado que o maior, preso na data de hoje, havia participado de outros crimes com o seu veículo. Então ele levava os criminosos até o local, e depois os ajudava na fuga”, afirma Ataliba.

O trio foi localizado na região conhecida como Morro do Piauí, em Sobradinho II, onde foram detidos. Os menores foram apresentados na DCA I para a adoção dos procedimentos cabíveis. O maior foi autuado em flagrante delito pelos crimes de furto qualificado, corrupção de menores e associação criminosa. Somadas, as penas totalizam 15 anos de prisão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE