ATENDIMENTO

Telecovid deve ser usado apenas por quem precisa marcar vacinação em domicílio

Serviço reativado nesta terça-feira (2/2) destina-se ao acompanhamento de idosos com mais de 80 anos com dificuldade de locomoção, acamados ou pacientes em home care privado

Correio Braziliense
postado em 02/02/2021 22:37 / atualizado em 02/02/2021 22:37
 (crédito: Divulgação/Agência Brasília)
(crédito: Divulgação/Agência Brasília)

O canal Telecovid, reativado nesta terça (2/2), tem recebido ligações indevidas, segundo a Secretaria de Saúde (SES-DF). O sistema deixou de funcionar para que a população tire dúvidas e, agora, só deve ser usado para agendamento de vacinação contra a covid-19 em casa, para idosos com mais de 80 anos com dificuldade de locomoção, acamados ou para pacientes atendidos por serviço de home care. O horário de funcionamento é das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira.

No primeiro dia do retorno dos atendimentos por telefone, o Telecovid registrou cerca de 50% das demandas fora do escopo para marcação de vacinas, segundo a SES-DF. Na manhã desta terça-feira (2/2), as linhas tiveram congestionamento e ficaram dois minutos sem funcionar.

A secretaria destacou que muitas ligações têm sido para sanar dúvidas ou pedir informações gerais, especialmente sobre datas de vacinação para outros grupos, o que acaba atrapalhando o cadastramento do público específico. Para casos de perguntas, a SES-DF mantém uma página com respostas aos questionamentos mais frequentes em relação à imunização contra a covid-19.

Acompanhamento

A Secretaria de Saúde reforça que idosos com mais de 80 anos atendidos pelo Núcleo de Atenção Domiciliar (Nrad) ou em home care contratado pela secretaria estão cadastrados junto à pasta e não precisam ligar no Telecovid para agendar a vacinação.

As equipes de vacinação em domicílio terão reforço de servidores voluntários, que serão treinados para atuar na campanha. Até o momento, há 550 funcionários da SES-DF inscritos. Para os próximos dias, está prevista a possibilidade de agendamento da vacinação por meios eletrônicos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE