Vacinação

Professores não devem ser vacinados na sexta-feira por falta de doses

Para esta semana, DF deve receber mais 10 mil doses, mas secretário da Casa Civil Gustavo Rocha, diz que a programação não se concretizou. Nos próximos 15 dias, serão abertos mais 92 leitos de UTI

Ana Isabel Mansur
postado em 05/04/2021 16:53 / atualizado em 05/04/2021 17:33
Segundo o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, as doses previstas para o DF podem não serem enviadas -  (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
Segundo o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, as doses previstas para o DF podem não serem enviadas - (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

A previsão de que professores começariam a ser vacinados contra a covid-19 na próxima sexta-feira (9/4) pode não se cumprir. De acordo com o secretário da Casa Civil do DF, Gustavo Rocha, a definição depende das orientações oficiais do Ministério da Saúde, ainda não estabelecidas.

As informações foram dadas durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (5/4), no Palácio do Buriti. "Para avançar na vacinação, precisamos de mais doses. A programação não se concretizou, os laboratórios não entregaram ao Ministério da Saúde o que estava previsto, então a secretaria precisou remanejar as aplicações à luz da realidade do DF", afirmou o secretário.

Gustavo Rocha também destacou que a SES deve abrir mais 92 leitos de UTI nos próximos 15 dias. "Os três novos hospitais de campanha, que estão com a construção bem avançada, trarão mais 300 leitos, além desses que serão abertos."

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE