Vacinação

Covid-19: no aniversário de Brasília, oito pontos de vacinação estarão abertos

O público-alvo da vacinação são as pessoas com 64 anos ou mais. As unidades funcionarão das 9h às 17h

Edis Henrique Peres
postado em 20/04/2021 18:52 / atualizado em 20/04/2021 20:43
 (crédito: Arquivo)
(crédito: Arquivo)

A capital do país completa, nesta quarta-feira (21/4), 61 anos de história. A data coincide com o feriado de Tiradentes e, mesmo assim, a vacinação dos idosos com 64 anos ou mais continua no Distrito Federal. O GDF vai deixar em funcionamento oito pontos de vacinação contra a covid-19 (confira a lista abaixo). Além do público que receberá a primeira dose, os integrantes com data marcada para a segunda aplicação do imunizante podem procurar um dos locais de vacinação que estarão abertos, das 9h às 17h, para receber a vacina.

Segundo o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, é fundamental completar o esquema de vacinação. Okumoto também ressalta que tanto a CoronaVac e a AstraZeneca possuem eficácia comprovada para proteger quem recebe as duas doses contra o coronavírus.

Imunização

Quem aproveitou para se vacinar logo no primeiro dia de imunização do público-alvo de 64 e 65 anos, na última sexta-feira (16/4), foi Lúcio Flávio de Castro Dias, 65 anos, morador da Asa Norte e servidor público aposentado. Ele recebeu a primeira dose do imunizante na unidade básica de saúde (UBS) nº 2 da Asa Norte.

Protegido com máscara e protetor acrílico facial, Lúcio contou ao Correio que desde março de 2020 está em isolamento. “Eu peço tudo por delivery, quando os alimentos chegam eu já cuido de limpá-los para garantir a proteção. Estou em isolamento total, sou aposentado, e quando faço algum tipo de serviço para obter renda extra, faço em teletrabalho”, narra. No entanto, Lúcio não pensou apenas nele. “Eu também liberei a minha empregada de ir lá para casa, mas continuo pagando todo o salário dela e os direitos”.

O aposentado explica que não seria justo agir de maneira diferente com a funcionária. “Eu continuo recebendo meu salário, então não vejo o motivo de não continuar pagando para ela. E claro, se eu posso me proteger, porque não dou condições para que ela também pratique o isolamento? O objetivo é que ela volte para o presencial somente quando eu e ela estivermos vacinados. É o certo a se fazer”, afirma.

 

 Lúcio Flávio de Castro, 65 anos, na unidade básica de saúde (UBS) da Asa Norte, na fila para vacinação. Sexta-feira (16/4)
Lúcio Flávio de Castro, 65 anos, na unidade básica de saúde (UBS) da Asa Norte, na fila para vacinação. Sexta-feira (16/4) (foto: Edis Henrique Peres/CB/D.A Press)

Confira os pontos de vacinação neste feriado:

Atendimento drive-thru

  • Parque da Cidade (Estacionamento 12)
  • Taguaparque
  • Estádio Mané Garrincha
  • Uniplan - Águas Claras
  • Sesc Ceilândia

Atendimento a pedestres

  • Recanto das Emas - Espaço Céu das Artes
  • Itapoã (Del Lago, Quadra 203)
  • Ceilândia (Praça dos Direitos)

 

UBSs e ambulatórios

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e ambulatórios dos hospitais ficarão fechados devido ao feriado. Na quinta-feira (22/4), os serviços públicos de saúde voltarão a funcionar normalmente. As farmácias de alto custo não abrirão nesta quarta e também retornam na quinta.

Todas as emergências dos hospitais regionais e as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) vão funcionar 24 horas por dia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também funcionará de forma ininterrupta, podendo ser acionado pelo telefone 192.

CAPS

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) estarão fechados na sexta-feira (23/4). As exceções são os CAPs do tipo III, voltados ao atendimento de retaguarda e articulação em rede, que estarão com atendimento 24 horas por dia. Os outros CAPs, dos tipos I e II, estarão fechados e retornam com atendimento na segunda-feira (26/4).

Hemocentro

A Fundação Hemocentro de Brasília informou que fechará devido ao feriado do aniversário de Brasília e do Dia de Tiradentes. O atendimento será retomado na quinta-feira, das 7h às 18h. O agendamento permanece obrigatório, devido à pandemia do novo coronavírus, e pode ser feito pela internet ou por telefone.

O agendamento permanece obrigatório, devido à pandemia de coronavírus, e pode ser feito pela internet ou por telefone.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE