PERSEGUIÇÃO

"Chegou atirando em todo mundo", relata vítima baleada em Cocalzinho

Sob condição de revelar apenas o primeiro nome, Thiago contou que estava na chácara com os dois amigos, que são proprietários do local, quando Lázaro — suspeito pelo crime — chegou atirando

Darcianne Diogo
postado em 12/06/2021 23:11 / atualizado em 12/06/2021 23:17
A equipe de reportagem do Correio encontrou Thiago saindo de dentro do Hospital  Municipal Jair Paiva, no centro de Cocalzinho, ferido na perna -  (crédito: Darcianne Diogo)
A equipe de reportagem do Correio encontrou Thiago saindo de dentro do Hospital Municipal Jair Paiva, no centro de Cocalzinho, ferido na perna - (crédito: Darcianne Diogo)

Em entrevista ao Correio, uma das vítimas baleadas pelo suspeito de matar uma família em Ceilândia Norte contou que Lázaro Barbosa Sousa, 33 anos, invadiu a chácara, situada próxima à Lagoa Samuel, em Cocalzinho de Goiás, a 105km de Brasília, e chegou atirando. O homem está foragido e policiais montaram pontos de bloqueio na BR-070 para tentar capturá-lo.

Sob condição de revelar apenas o primeiro nome, Tiago contou que estava na chácara com os dois amigos, que são proprietários do local. "Estávamos conversando, quando ele chegou invadindo, por volta das 19h, e atirando. Meus dois amigos ficaram muito feridos e eu fui baleado na perna", disse.

A equipe de reportagem do Correio encontrou Thiago saindo de dentro do Hospital Municipal Jair Paiva, no centro de Cocalzinho, ferido na perna. "Estou bem, mas vou passar no Hospital de Anápolis para ver meus amigos", contou. Thiago deu algumas características do suspeito. "Ele é alto, magro, moreno, estava de barba e vestindo bermuda", completou.

Os dois outros baleados foram transferidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em estado grave para o Hospital de Anápolis.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE