PANDEMIA

Covid-19: DF registra maior número de mortes em 24h desde 16 de julho

Secretaria de Saúde confirmou 18 óbitos pela doença e três são desta segunda (9/8). Média móvel de mortes cresceu quase 30% em duas semanas

Ana Isabel Mansur
postado em 09/08/2021 19:05
 (crédito: Minervino Junior/ CB DA Press)
(crédito: Minervino Junior/ CB DA Press)

Na véspera do início da vacinação de pessoas com 25 anos ou mais, o Distrito Federal registrou 18 mortes em decorrência da covid-19 nesta segunda-feira (9/8). É o maior número para um único dia desde 16 de julho, quando 21 óbitos foram notificados. Das 18 mortes, três são desta segunda (9/8); nove datam do domingo (8/8); e uma ocorreu no sábado (7/8). Duas pessoas morreram em maio e duas em junho.

Nesta segunda (9/8), a Secretaria de Saúde (SES-DF) confirmou mais 594 casos da doença e o total de infecções no DF foi a 455.682, das quais 439.190 (96,4%) são considerados pacientes recuperados. Desde o início da pandemia, 9.741 pessoas perderam a vida na capital federal.

A média móvel de mortes, feita a partir da divisão por sete da soma dos óbitos de uma semana, cresceu 27,6% desde 26 de julho, 14 dias atrás, e alcançou 13,8. É o maior resultado desde 17 de julho.

Em relação aos casos da doença, a média móvel chegou a 587,4 — o que representa diminuição de 9,6% na comparação com duas semanas atrás.

Registros

O índice de transmissão da covid-19 é de 1,04 nesta segunda (9/8), ou seja, cada 100 pessoas infectadas podem contaminar outras 104. A pandemia é considerada fora de controle quando o número é superior a 1. Há uma semana, a taxa estava em 0,99.

Entre as 18 pessoas cujas mortes foram registradas nesta segunda (9/8), sete tinham entre 30 e 59 anos e 12 eram homens. Treze pacientes vieram a óbito em unidades da rede pública de saúde do DF e apenas três não apresentavam nenhuma comorbidade.

Cardiopatia acometia 12 pessoas e distúrbios metabólicos, sete. Obesidade e pneumopatia afetavam quatro vítimas, cada. Três pacientes sofriam de nefropatia e três, de imunossupressão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE