PANDEMIA

Covid-19: DF registra três mortes de pessoas entre 30 e 49 anos nesta terça

No total, a capital federal notificou 10 óbitos pela doença. Em 24 horas, mais 479 pessoas se infectaram. Taxa de transmissão está em 0,95

Ana Isabel Mansur
postado em 17/08/2021 18:31
Uma morte ocorreu nesta terça (17/8) e sete entre sábado (14/8) e essa segunda-feira (16/8) -  (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
Uma morte ocorreu nesta terça (17/8) e sete entre sábado (14/8) e essa segunda-feira (16/8) - (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) confirmou mais 10 mortes por covid-19 e 479 novos casos da doença nesta terça-feira (17/8). Entre as vítimas, estão três pacientes entre 30 e 49 anos e sete idosos.

Uma morte ocorreu nesta terça (17/8) e sete, entre sábado (14/8) e esta segunda-feira (16/8). Um óbito data de junho e outro, de abril. Com a atualização, o total de vidas perdidas para a covid-19 no DF soma 9.849.

Em 24 horas, a capital federal registrou 479 infecções pela doença e alcançou 460.840 casos, dos quais 444.127 (96,4%) são considerados pacientes recuperados. A média móvel de infecções chegou a 673 nesta terça (17/8), valor 3,76% maior que o registrado em 3 de agosto, há 14 dias. O indicativo de mortes está em 12,71 — com alta de 7,16% em relação ao mesmo período.

A taxa de transmissão, que representa o número médio de pessoas que um indivíduo com a doença pode infectar, está em 0,95 nesta terça (17/8). O resultado aponta que cada 100 pacientes com covid-19 podem contaminar outros 95. Valores abaixo de 1 demonstram controle da pandemia.

Perfis

Entre as 10 mortes registradas nesta terça (17/8), um paciente morava em Goiás e apenas uma vítima não sofria de nenhuma comorbidade. Cardiopatia afetava sete pessoas e nefropatia, duas. Distúrbios metabólicos e obesidade acometiam três pacientes, cada. Uma pessoa apresentava pneumopatia e uma vítima era imunossuprimida. Três pessoas vieram a óbito em hospitais particulares e o restante morreu em unidades públicas de saúde do DF.

Incidência

Ceilândia é a região administrativa da capital federal com o maior número de casos e mortes pela covid-19. São 1.529 vítimas e 50.590 infecções na cidade. Taguatinga é a segunda RA com mais óbitos, com 955 registros. Em seguida, está Samambaia, que soma 740 vidas perdidas.

Ceilândia e Taguatinga notificaram uma morte, cada, em 24 horas. Samambaia não teve nenhuma vítima da doença desde esta segunda (16/8). A lista de locais com mais casos de covid-19 é integrada, ainda, pelo Plano Piloto (45.430), na segunda colocação, e por Taguatinga (36.277), em terceiro lugar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE