ALIMENTAÇÃO

Restaurantes comunitários do DF reabrem refeitórios nesta quarta-feira

Os 14 estabelecimentos retomam as atividades nos refeitórios, após cinco meses em funcionamento apenas para entrega de marmitas. Clientes terão de se atentar às regras de higiene e ao distanciamento social

Correio Braziliense
postado em 17/08/2021 19:51 / atualizado em 18/08/2021 00:35
 (crédito: Divulgação - Sedes )
(crédito: Divulgação - Sedes )

Fechados desde março, os 14 restaurantes comunitários do Distrito Federal voltam a abrir as portas dos refeitórios nesta quarta-feira (18/8). As atividades haviam sido interrompidas como forma de evitar a disseminação da covid-19. Nesses cinco meses de atendimento restrito, as unidades venderam apenas marmitas.

Com a reabertura, as pessoas poderão comer no local ou comprar as refeições e levá-las para casa. Cada cliente pode adquirir até duas marmitas. Pessoas em situação de rua atendidas pelo Serviço Especializado de Atendimento Social (Seas) não precisam pagar.

Faixas no chão indicarão a necessidade de manter o distanciamento social e assentos ficarão marcados para impedir que as pessoas se sentem muito próximas umas das outras. Além disso, será obrigatório uso constante de máscara e higienização das mãos com álcool em gel.

Serviço

De janeiro a junho, o Executivo local investiu R$ 19,1 milhões para manter o serviço nos 14 restaurantes comunitários do DF. Nesse período, foram oferecidas 3,9 milhões de refeições para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Além disso, desde junho de 2020, a população em situação de rua pode se alimentar gratuitamente em qualquer uma das unidades. No primeiro semestre deste ano, restaurantes ofereceram 32.785 refeições a esse público. No ano passado, total foi de 8.235.

Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE