VACINAÇÃO

Covid-19: imunossuprimidos podem receber dose de reforço a partir de segunda

Para receber a chamada terceira dose, é preciso ter tomado a D2 há, pelo menos, 28 dias, e ser imunossuprimido grave com mais de 18 anos. Não é necessário agendamento

Samara Schwingel
postado em 08/10/2021 21:48

A partir de segunda-feira (11/10), os imunossuprimidos graves poderão receber a dose de reforço da vacina contra a covid-19 sem agendamento prévio. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (8/10) nas redes sociais da Secretaria de Saúde do Distrito Federal

Apesar disso, as regras para o recebimento da dose de reforço, a chamada terceira dose, seguem as mesmas. É necessário ser imunossuprimido grave, com mais de 18 anos, e que tenha recebido a segunda dose do imunizante há, pelo menos, 28 dias. Na data da vacinação, é preciso apresentar laudo que comprove a existência da condição, identidade e carteira de vacinação. 

Os pontos de atendimento são divulgados diariamente pela secretaria. Neste momento, todas as doses de reforço são do imunizante da Pfizer/BioNTech. 

Idosos

Nesta sexta, teve início a aplicação do reforço para idosos de 60 anos ou mais. A ampliação, anunciada pelo GDF, só pode ser aproveitada por quem recebeu a segunda dose há, pelo menos, 60 dias. Além disso, nesta sexta, teve início uma nova fase da antecipação da segunda dose de AstraZeneca e da Pfizer. Todos que estavam com a aplicação marcada para até 5 de novembro podem procurar os pontos de vacinação e antecipar a dose. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE