Violência

Preso homem suspeito de matar mulher a facadas na vila Cauhy

Denúncias de populares ajudaram a polícia a localizar o suspeito. A mulher foi morta na madrugada desta quinta-feira, na vila Cauhy, no Núcleo Bandeirante

Edis Henrique Peres
postado em 28/10/2021 14:35 / atualizado em 03/11/2021 16:01
 (crédito: Cristiano Gomes/CB/D.A Press))
(crédito: Cristiano Gomes/CB/D.A Press))

O suspeito de matar uma mulher de 38 anos a facadas, na madrugada desta quinta-feira (28/10), foi preso pela polícia nesta manhã. Os agentes da 11 Delegacia de Polícia (DP) localizaram o suspeito com a ajuda de denúncias de populares.

Por volta das 11h30, um homem foi até a delegacia avisar que tinha visto um suspeito nas proximidades. Em carro À paisana, os agentes saíram à procura do acusado e voltaram, às 12h45, com o suspeito algemado.

O crime aconteceu por volta de 1h da madrugada desta quinta (28/10), na Vila Cauhy, no Núcleo Bandeirante. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), a mulher chegou a ser levado ao Hospital de Base, mas não resistiu aos ferimentos.

Os moradores ouviram barulhos e gritos durante a madrugada. Alguns relataram já ter visto a mulher passando pelo local, mas não a conheciam. Pela manhã, um dos moradores precisou jogar água na calçada e na rua para retirar o sangue da vítima.

Violência

Na última quarta-feira um morador de rua, identificado como Valmir Oliveira Pereira Sena, 40 anos, foi morto com barras de ferro enquanto dormia no Setor Esportivo de Clube Sul, próximo a Associação de Delegados da Polícia (Adepol). O circuito de segurança do prédio local flagrou o momento em que o homem foi agredido por três pessoas. No mesmo dia, a polícia conseguiu prender dois suspeitos, também em situação de rua, que confessaram o crime. A polícia tenta localizar o terceiro suspeito. Os presos foram indiciados por homicídio qualificado, por motivo fútil e sem possibilidade de defesa da vítima, que estava dormindo.

Apesar dos crimes, a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF) destacou que o enfrentamento aos crimes violentos contra a vida é prioridade na gestão atual e que as ocorrências estão em queda desde 2019. “Ano passado o DF teve a maior queda percentual de homicídios do Brasil (13,4%), comparado a 2019, de acordo com o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública”, destaca.

A pasta pontua que nos primeiros nove meses de 2020, ocorreu “uma redução de 18,7% nas vítimas de homicídio no DF, de 268 para 218 este ano”. “Isso significa 50 vidas salvas. Houve também diminuição de 16,4% nas tentativas desse tipo de crime, de 518 para 433”, finaliza.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE