EDUCAÇÃO

Candidatos relatam dificuldade com tema da redação do Enem

Primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve como tema da redação "Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil". Estudantes ouvidos pela reportagem dizem não terem tido muita dificuldade em questões objetivas, mas sim, na redação

Pedro Marra
postado em 21/11/2021 17:33 / atualizado em 22/11/2021 12:52
 (crédito: Pedro Marra/CB/DAPress)
(crédito: Pedro Marra/CB/DAPress)

Os primeiros estudantes que saíram dos locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (21/11), comentaram a surpresa com o tema da redação desta edição: "Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil". O texto precisava ter até 30 linhas. Em relação às questões objetivas, os candidatos afirmam não terem tido dificuldade para responder.

Formada no ensino médio, a moradora de Valparaíso (GO), Camila Lorrany, 18 anos, pagou R$ 58 para ir ao Centro Universitário do Distrito Federal (UDF), na 903 Sul, fazer a primeira prova de forma on-line. A estudante, que se preparou para o Enem desde novembro do ano passado para cursar medicina veterinária, conta que não esperava um tema da redação ser tão complexo.

"Fiz aulão na escola e treinamento de redação praticamente três vezes na semana, com prova técnica toda sexta-feira. Mas, na redação, abordei que as regiões pobres são as que têm mais dificuldade no acesso à informação sobre cidadania e registro civil", opina a jovem.

Camila destaca que a prova teve questões envolvendo racismo e política. "Foi complicado, porque eu não entendi muito do assunto. Achei as questões difíceis, porque são muito complexas, e não tinha nada a ver com raciocínio lógico, que foi o que eu estudei", recorda

Moradora do Novo Gama, Diana Mota de Abreu, 17 anos, que vai se formar em dezembro no ensino médio, teve dificuldade em algumas questões da prova. "Na minha sala, a gente fez um grupo e estava colocando os temas que poderiam cair. Mas teve muita questão que eu não esperava. Foram mais as perguntas de filosofia que eu sabia", afirma.

Neste domingo, os candidatos tiveram que responder a 45 questões das disciplinas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e outras 45 questões das disciplinas de Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da redação. Após finalizarem a prova, os estudantes puderam sair às 15h30, mas sem o caderno do Enem. Após às 18h30 que é autorizada a saída com o documento.

Mais de 78 mil candidatos do DF que fizeram a prova no modelo impresso e 4 mil fizeram o teste na versão digital, conforme dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O Enem deste ano foi dividido em provas em 21 e 28 de novembro. Confira abaixo os horários das duas provas:

»Primeiro dia: 21 de novembro
O candidato responde a 90 questões objetivas, sendo 45 questões das disciplinas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e outras 45 questões das disciplinas de Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da redação dissertativa-argumentativa.

»Início da prova: 13h30.

»Horário de saída sem o caderno: Após às 15h30.

»Horário de saída com o caderno: Após às 18h30.

»Horário de término da 1ª prova: às 19h.

» Segundo dia: 28 de novembro
No segundo dia de exame, os participantes terão cinco horas para responderem as questões de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias, com início da aplicação às 13h30 e término às 18h30.

»Início da prova: 13h30.

»Horário de saída sem o caderno: Após às 15h30.

»Horário de saída com o caderno: Após às 18h.

»Horário de término da 2ª prova: às 18h30.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE