Violência

Homem mata vizinho que tentou defender mulher de violência doméstica

Caso aconteceu na noite de domingo, no Guará. Agressor tentou fugir mais foi impedido por populares. Se condenado pode pegar de 12 a 30 anos de prisão

Correio Braziliense
postado em 22/11/2021 13:39
 (crédito: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(crédito: Fernando Lopes/CB/D.A Press)

Um caso de violência contra a mulher a terminou em assassinato neste fim de semana no Distrito Federal. A vítima é um homem de 34 anos, que interviu na briga de um casal de vizinhos, ocorrida na noite de domingo (21/11), e foi esfaqueado no peito pelo autor da violência doméstica.    

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), após intervir no conflito entre o casal, a vítima do assassinato foi até a casa do agressor para se explicar e pedir desculpas quanto à intervenção na briga doméstica. Nesse momento, contudo, o autor da violência doméstica pegou uma faca e o golpeou no peito.

Após esfaquear o vizinho, o autor do crime tentou fugir, mas foi perseguido por conhecidos da vítima e agredido fisicamente. Devido às lesões sofridas, ele precisou ser internado, em estado grave, na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital de Base. A faca usada por ele para matar o vizinho não foi localizada. 

O caso é investigado pelos agentes da 4ª Delegacia de Polícia (Guará). De acordo com os responsáveis pelo caso, o acusado será transferido para o sistema prisional quando receber alta médica e, se condenado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, estará sujeito a penas de 12 a 30 anos de prisão.

CONTINUE LENDO SOBRE