Pandemia

Covid-19: DF se aproxima de 11 mil mortes por complicações da doença

Com mais cinco mortes registradas nesta segunda-segunda (22/11), segundo a Secretaria de Saúde, o DF atingiu 10.999 óbitos pela doença. São mais de 517 mil diagnósticos positivos

Pedro Marra
postado em 22/11/2021 20:24 / atualizado em 22/11/2021 20:26
População mais idosa possui a maior número de vidas perdidas na relação por 100 mil habitantes -  (crédito:  Minervino Júnior/CB)
População mais idosa possui a maior número de vidas perdidas na relação por 100 mil habitantes - (crédito: Minervino Júnior/CB)

O Distrito Federal se aproxima de 11 mil mortes por complicações da covid-19. Segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde do DF (SES), desta segunda-feira (22/11), são 10.999 óbitos confirmados da doença. Entre sábado (20/11) e esta segunda, foram notificadas cinco mortes e 136 novos diagnósticos positivos do vírus.

De acordo com a pasta, o DF conta com mais de 517 mil diagnósticos positivos do novo coronavírus. A média móvel de casos ficou em 155, com queda em mais de 5% na comparação com os 14 dias anteriores de pandemia, na capital federal. O indicador de mortes teve alta de 23,5% no mesmo período, com o número em 8,40.

A taxa de transmissão da covid-19 se manteve estável, com número em 0,72, o mesmo divulgado na última atualização, feita na sexta-feira (19/11). Dessa forma, cada grupo de 100 pessoas podem infectar outras 72. O número está abaixo de 1, média adotada pelos órgãos sanitários para controle da pandemia. Se está abaixo do índice, a situação é considerada sob controle. Caso passe da média, a crise sanitária avança.

Até esta segunda-feira (22/11), quatro faixas etárias estão com a média de mortalidade da covid-19 acima do índice do DF, que é de 329 por 100 mil habitantes. Entre 50 a 59 anos são 474,3 vítimas por 100 mil. Daqueles entre 60 a 69 anos o número vai está em 1,1 mil mortes. Já no segmento de 70 a 79 anos, a taxa é fica 2,3 mil. Por último, as vidas perdidas com 80 anos ou mais, possui o indicador de 5 mil por 100 mil habitantes.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE