Pandemia

Tamanho da festa de réveillon e carnaval no DF depende do avanço da vacinação

Segundo Ibaneis Rocha, o aumento no número de pessoas vacinadas e queda nos índices da covid-19 podem garantir as festas de fim de ano e o carnaval

Júlia Eleutério 
postado em 23/11/2021 11:23
 (crédito: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília)
(crédito: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília)

O governador Ibaneis Rocha (MDB) voltou a manifestar insatisfação com o ritmo de vacinação no Distrito Federal. O chefe do Executivo local reforçou que a imunização precisa atingir um "nível de segurança" para haver avanço na retomada da rotina. 

Ao ser questionado sobre as festas de fim de ano, Ibaneis demonstrou preocupação. "Estamos com os índices (de contágio e morte) caindo, a hospitalização caindo, mas, a vacinação, não está como eu gostaria a ponto de a gente atingir um número que nos dê segurança para fazer essas festas tanto de fim de ano, quanto de carnaval", destacou o Governador quando questionado sobre os eventos.

As declarações foram dadas na manhã desta terça-feira (23/11), no Lago Norte, durante a assinatura do Termo de Compromisso para a regularização do Condomínio Privê 1. Segundo Ibaneis, a ampliação da vacina implica na possibilidade de ter as grandes celebrações de fim de ano e do Carnaval.

Busca ativa

Para atingir o maior número possível de pessoas, o GDF vai seguir com a busca ativa de quem ainda não tomou as doses do imunizante contra a covid-19. "Nós precisamos que as pessoas tenham consciência de que é necessário se vacinar para que a gente dê segurança tanto aqueles que tomaram a vacina quanto aos que estão ao seu redor", declarou o governador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE