Pandemia

Covid-19: DF chega a 11 mil mortes, mas tem menores médias móveis do ano

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, 106 casos e cinco óbitos foram confirmados nas últimas 24h

Samara Schwingel
postado em 23/11/2021 19:54
 (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
(crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Nesta terça-feira (23/11), o Distrito Federal chegou à triste marca de 11 mil mortos pela covid-19 desde início da pandemia. Porém, ao mesmo tempo, a capital registrou as menores médias móveis do ano de 2021. O indicador de casos chegou a 113,50 e o de mortes a 5,75. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, 106 casos e cinco óbitos foram confirmados nas últimas 24h. Nesta terça-feira, até as 17h, não houve morte registrada. 

No total, foram 517.351 infecções e 11.004 mortes confirmadas desde o início da crise sanitária. Do total de casos, 97,7% são pessoas hoje consideradas recuperadas. Entre os óbitos, 957 eram pessoas residentes de outras unidades da federação, sendo 823 de Goiás e o restante de outros 18 estados. 

Ainda de acordo com o documento, a taxa de transmissão do vírus está em 0,78. Ou seja, um grupo de 100 pessoas transmite a doença para outras 78. O valor indica retração da pandemia. O índice está abaixo 0,8 desde 24 de outubro. 

UTIs 

A ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) está em 64,71% na rede pública. Dos 65 leitos, 33 estavam ocupados, 18 vagos e 14 bloqueados por volta das 17h40 desta terça. Já na rede privada de saúde, a ocupação era de 46,15%, sendo que das 141 UTIs,55 estavam com pacientes, 65 livres e 21 bloqueados. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE