Pandemia

Dia D: segundo mutirão de vacinação contra a covid-19 tem baixa procura

Apenas 5.618 pessoas procuraram o imunizante nas nove unidades básicas de saúde e nos postos de vacinação na Rodoviária do Plano Piloto e na Feira Central de Ceilândia

Renata Nagashima
postado em 27/11/2021 20:44
Expectativa da Secretaria de Saúde era atender 200 mil pessoas -  (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A.Press)
Expectativa da Secretaria de Saúde era atender 200 mil pessoas - (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A.Press)

Em mais um mutirão da campanha de imunização, o Dia D de vacinação contra a covid-19 teve baixa procura nos postos de vacinação do Distrito Federal. Apenas 5.618 doses foram aplicadas, o número é 52.7% menor do que a procura na primeira edição, quando 11.881 pessoas foram imunizadas. A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) tinha expectativa de que 200 mil pessoas procurassem os pontos para completar o esquema vacinal.

No Dia D, a ação montou postos de atendimento na Rodoviária do Plano Piloto e na Feira Central de Ceilândia, além de mais nove unidades básicas de saúde em Vicente Pires, Recanto das Emas, Sobradinho, Paranoá, Fercal, Taguatinga e Estrutural. Dados da SES-DF mostram que, no DF, 88.51% da população a partir de 12 anos (2.282.450) tomaram a primeira dose, e 76,43% (1.902.906) tiveram as duas doses do imunizante aplicadas.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou a ampliação da dose de reforço da vacina contra a covid-19 para pessoas com 18 anos ou mais. Para receber a chamada terceira dose é preciso completar, pelo menos, cinco meses de segunda aplicação. A medida passa a valer a partir da próxima segunda-feira (29/11).

Segundo Ibaneis, a ampliação foi possível após o DF receber mais doses da Pfizer. "Recebemos, na noite de quinta-feira (25/11), mais 86.580 doses da Pfizer para dose de reforço. Com isso, a partir de segunda-feira, ampliaremos a faixa etária de vacinação para todos acima de 18 anos que já tomaram a D2 há pelo menos 5 meses", escreveu no Twitter.

Rodoviária do Plano Piloto terá ponto fixo de vacinação

A Secretaria de Saúde, em parceria com o Sesc, vai construir um ponto fixo de vacinação na Rodoviária do Plano Piloto. Segundo a pasta, o local, além de ser centralizado, tem fluxo de 800 mil pessoas diariamente. O ponto ficará na plataforma inferior da Rodoviária, ao lado das escadas, no sentido Esplanada dos Ministérios. A princípio, serão disponibilizados imunizantes contra a covid-19 de todas as marcas e testes para detecção do novo coronavírus. O posto de vacinação deve ser inaugurado até 10 de dezembro.

Transmissão

Na última atualização do boletim informativo sobre a covid-19 da Secretaria de Saúde, o Distrito Federal alcançou, na sexta-feira (26/11), as menores médias móveis de 2021, tanto para óbitos quanto para infecções de covid-19. O cálculo para as mortes estava em 6,4, o que representa queda de 30,4% em relação ao dado de 12 de novembro, 15 dias atrás. A média de casos está em 99,8 — número 39,9% inferior ao valor das duas últimas semanas.

Em contrapartida, a taxa de transmissão da covid-19 subiu, pela quarta vez consecutiva, na sexta-feira. O índice chegou a 0,82 — há uma semana, o número estava em 0,72. O indicativo indica controle na reprodução da pandemia quando está abaixo de 1. O valor de sexta mostra que cada 100 pacientes com a doença podem contaminar, em média, 82 pessoas. A pasta não atualiza mais os dados durante os finais de semana.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE