Embriaguez

PRF flagra cinco motoristas dirigindo após ingerir bebida alcoólica

Quatro prisões ocorreram nesta madrugada, na BR 070, em Águas Lindas-GO. A outra aconteceu na noite de sábado (27/11) depois que o condutor causou um acidente na BR-251

Rafaela Martins
postado em 28/11/2021 13:55
 (crédito: Divulgação/PRF)
(crédito: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu cinco condutores que dirigiam sob efeito de álcool nas últimas 24 horas. A madrugada foi movimentada, principalmente na BR-070 localizada em Águas Lindas de Goiás. Dos cinco, quatro motoristas foram detidos na região.

Um homem de 34 anos conduzia um Peugeot 307 quando foi abordado pelos agentes. O teste do bafômetro apontou níveis de embriaguez. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido para a delegacia da Polícia Civil de Águas Lindas-GO.

No mesmo local, outro motorista de 36 anos, também foi preso quando o resultado do bafômetro registrou níveis acima do permitido. O homem dirigia um veículo de modelo Celta e, durante a abordagem, apresentou sinais de embriaguez. Além da prisão, o veículo estava com o licenciamento vencido e foi recolhido ao pátio da PRF.

Durante a fiscalização, os policiais rodoviários prenderam mais dois motoristas. Um homem, de 36 anos, que dirigia um Gol, soprou o bafômetro e o resultado foi 0,68 mg/L. O outro, um motorista de 55 anos, dirigia uma camionete Saveiro. O resultado do teste foi de 0,68 mg/L. Vale ressaltar que o limite para o teste é de 0,05mg/L. Ambos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Águas Lindas-GO.

Colisão

A quinta e última prisão aconteceu depois que o motorista de um Ford Fiesta bateu na traseira de uma moto na BR-251 (Rodovia Júlio Garcia). O resultado do teste de etilômetro acusou 0,79 mg/L.

O carro foi recolhido ao pátio da Polícia Rodoviária Federal e o motorista conduzido para a Polícia Civil. O motociclista precisou ser encaminhado ao hospital com fraturas múltiplas.

*Com informações da PRF

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE