Celebração

"Maior Natal de todos os tempos", diz secretário sobre Brasília Iluminada

Promessa de governo do Distrito Federal é que seja o maior Natal de todos os tempos. Projeto é R$ 4,4 milhões mais caro que a edição anterior. Segundo André Clemente, recursos para o custeio são de 18 deputados distritais

Pablo Giovanni*
postado em 16/12/2021 17:57
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

O secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, divulgou mais detalhes sobre o Brasília Iluminada em coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (16/12). Segundo o chefe da pasta, o evento será celebrado entre 22 de dezembro a 20 janeiro de 2022 e, para o secretário, será o “maior Natal de todos os tempos”.

De acordo com Clemente, a edição de 2021 custará 14 milhões, provenientes de emenda parlamentar de 18 dos 24 deputados distritais da Casa. O valor é 4,4 milhões mais caro do que a edição anterior — R$ 9,6 milhões —, quando o Governo do Distrito Federal (GDF) recebeu recursos para custeio do evento de apenas um deputado da Câmara Legislativa do DF. O caso ainda é investigado pela promotoria do MPDFT.

Segundo o secretário, pelo sucesso da edição anterior, a infraestrutura e a disponibilidade financeira com o aumento do orçamento proporcionam um evento maior e, consequentemente, mais caro. “O projeto vem de fontes de emendas de 18 deputados distritais. Isso mostra a confiança e a credibilidade. O Brasília Iluminada é uma ‘sobra’ dos recursos dos deputados naquelas ações que não seriam executadas”, pontuou o secretário.

O evento

Questionado sobre o detalhamento da edição de 2021, o secretário André Clemente afirmou que não haverá atrasos na entrega do Brasília Iluminada 2021/2022. “Não houve atraso, (porque) o Natal é dia 24. Sabemos que Brasília tem ficado cheia no Natal e no Ano-Novo. Cerca de 90 empresas estão empenhadas dentro do projeto, e já dá pra ver que as montagens estão acontecendo”, pontuou Clemente.

Assim como na edição anterior, o Brasília Iluminada contará com a participação de 500 atrações musicais de artistas locais, que irão subir ao palco Céu de Brasília, na Praça do Cruzeiro. A praça, segundo apresentação da equipe da secretaria, terá food-trucks, com estrutura padronizada pelo governo e, assim como em 2020, o espaço dentro do "cercadinho" terá distanciamento social entre as pessoas nas atrações. “É uma ação conjunta entre todas as secretarias e a administração do Plano Piloto, além do apoio das forças de segurança”, pontuou. O projeto também contará com um posto de vacinação para incentivar a imunização dos frequentadores.

A iluminação com luzes e enfeites estará por toda a Esplanada dos Ministérios e terá velas; caixas de presentes com neve nas quais as pessoas poderão passar por dentro; árvores de Natal (32m de altura); espaço da solidariedade para doações; presépio interativo; e mensagens de esperanças do Natal no canteiro central. Assim como 2020, também haverá, como parte do cronograma, a carreata do Papai-Noel em todas as 33 regiões administrativas. A praça do Buriti, ainda em obras, será contemplada com enfeites de Natal. O projeto, ao todo, deve gerar 6,8 mil empregos. 

De saída?

Indicado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) para a vaga de conselheiro no Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), Clemente deve ceder o lugar na secretaria para o seu principal aliado dentro da pasta. O governador confirmou o nome do então secretário-executivo de Orçamento da Secretaria de Economia do DF, José Itamar Feitosa, para o cargo. A confirmação aconteceu em inauguração da nova Unidade Básica de Saúde (UBS) 8 do Vale do Amanhecer, em Planaltina. O plenário do TCDF decidiu, por maioria, na tarde de quarta-feira (15/12), suspender a análise do processo que vai contra a indicação de Clemente à vaga de conselheiro da Corte. O relator do processo sugeriu que os conselheiros aguardem o fim do processo judicial. A maioria do plenário acatou a sugestão.

* Estagiário sob a supervisão de Nahima Maciel

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE