Religião

De volta ao Morro da Capelinha, grupo Via Sacra ao Vivo ensaia a Paixão de Cristo

Via Sacra, prevista para acontecer dia 15, conta com a participação de 1.400 pessoas, que devem se reunir no domingo (03/4), às 8h, para realizar o último ensaio geral antes das apresentações

Ana Maria Pol
postado em 02/04/2022 06:00
Fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição.  -  (crédito: Divulgação/Diego JP)
Fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. - (crédito: Divulgação/Diego JP)

Após dois anos sem ensaios e apresentações, o Grupo Via Sacra ao Vivo, que organiza a encenação da vida, da crucificação e da ressurreição de Jesus Cristo, em Planaltina, prepara os ajustes finais para realizar o evento artístico e religioso. O ato, previsto para acontecer dia 15, conta com a participação de 1.400 pessoas, entre figurantes, atores, auxiliares, cenógrafos e muito mais, que devem se reunir no próximo domingo (03/4), às 8h, no Morro da Capelinha, para realizar o último ensaio geral antes da performance. O evento será aberto ao público. 

Coordenador do grupo, o ator Preto Rezende, 63 anos, conta que a preparação para a apresentação ocorre desde outubro, e tem sido intensa. Além dos ensaios gerais, que acontecem todo domingo, os subgrupos envolvidos no evento se reúnem, todos os dias, em diferentes locais do Distrito Federal para praticar as cenas do espetáculo. "A última Via Sacra aconteceu em 2019. Nesse intervalo de mais de dois anos, tínhamos uma grande vontade de nos reunirmos, mas não era possível devido à questão sanitária. Neste ano, com a maioria dos envolvidos e seus familiares vacinados, decidimos iniciar as reuniões de preparação", conta.

Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o espetáculo. Para o evento deste ano, Preto diz que foram necessárias algumas alterações. "Normalmente, o evento começa no sábado da Semana Santa, e vai até o domingo da Páscoa. Faremos shows de abertura, a procissão de Domingo de Ramos, a santa ceia e o momento da prisão de Jesus. Mas, para este ano, vamos focar somente no ato do morro, que ocorre o julgamento, paixão, morte e ressurreição", diz.

Para os ensaios, o coordenador explica que são utilizados o mini teatro Lieta de Ló e o Complexo Cultural de Planaltina. Dos 1.400 participantes do ato, 1.000 são atores e atrizes, e 400 trabalham por detrás do palco. "Estamos com muita saudade de tudo. Esse ano será a 47ª edição, com o tema Filipenses, capítulo um, versículo 8, que diz que Deus é testemunha da saudade que sinto de todos. O tema tem nos movido", diz. "No próximo ano, celebraremos 50 anos de existência, e queremos fazer algo especial. Voltar aos palcos após dois anos, às vésperas de uma celebração tão importante como essa, nos motiva ainda mais", garante.

Expectativa

Após dois anos longe dos palcos, o advogado Marcelo Augusto Ramos, 34, garante que o momento é de comoção. Ele conta que interpreta Jesus Cristo na Via Sacra há cerca de nove anos, e que a expectativa está alta. "O fato de termos parado durante esses dois anos causa um despreparo maior. Eu costumo brincar que minha academia era os ensaios da Via Sacra, então tinha dois anos que não vou para a academia", brinca.

Católico, Marcelo explica que interpretar Jesus Cristo na peça tem sido uma honra ao longo dos anos. "Ele é o símbolo da nossa fé. Quando iniciei minha participação, imaginava o peso que era interpretar essa figura. Sempre fui muito participativo na igreja, e acho que isso foi algo que motivou as pessoas a me escolherem. Eu não tinha qualquer expectativa ou pretensão, mas fazer esse papel tem me ensinado muito, espiritualmente", garante.

Para aqueles que desejam assistir o espetáculo, o advogado deixa o convite: "Ainda vivemos um momento delicado na humanidade, e essa busca por Deus se faz necessária. Para aqueles que se sentem preparados e à vontade para participarem do evento, fazemos o convite. Será um espetáculo bonito, principalmente pela espera que vivemos. Todos os envolvidos têm tido uma entrega efetiva e se dedicado, cada dia mais.

História

A Via Sacra ao vivo, também conhecida como Via Sacra do Morro da Capelinha, é um evento cultural religioso brasileiro, em Planaltina, no Distrito Federal. O evento celebra, por meio do teatro, toda a cronologia que marca a vida de Jesus Cristo: iniciando pelo julgamento e crucificação, até a ressurreição do filho de Deus. Consagrado como uma das maiores produções católicas da unidade federativa, o evento é considerado um patrimônio cultural imaterial desde março de 2008, quando o governador José Roberto Arruda editou um decreto. A celebração fazia parte do calendário oficial do Distrito Federal desde abril de 1987.

 


  • Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o  espetáculo
    Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o espetáculo Foto: Divulgação/Diego JP
  • Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o  espetáculo
    Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o espetáculo Foto: Divulgação/Diego JP
  • Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o  espetáculo
    Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o espetáculo Foto: Divulgação/Diego JP
  • Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o  espetáculo
    Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o espetáculo Foto: Divulgação/Diego JP
  • Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o  espetáculo
    Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o espetáculo Foto: Fotos: Diego JP/ Divulgação
  • Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o  espetáculo
    Anualmente, milhares de fiéis comparecem para acompanhar a encenação das 15 estações vividas por Jesus Cristo, desde a condenação à ressurreição. Na última edição da Via Sacra, em 2019, cerca de 15 mil pessoas prestigiaram o espetáculo Foto: Divulgação/Diogo JP

Serviço

Serviço

Último ensaio Via Sacra de Planaltina-DF
Aberto ao público
Local: Morro da Capelinha
Data: domingo (3 de abril)
Horário: de 8h às 13h

Encenação no Morro da Capelinha
Aberto ao público
Local: Morro da Capelinha
Data: 15 de abril
Horário: 14h

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE