Agricultura

Com novidades, Feira da Goiaba começa nesta sexta-feira, em Brazlândia

A 7ª edição da Feira da Goiaba, em Brazlândia, celebra a época de colheita da fruta. Pela primeira vez, ocorre o colha e pague, em que os visitantes têm a oportunidade de consumir o produto direto do pé

Arthur de Souza
postado em 01/04/2022 06:00 / atualizado em 01/04/2022 16:11
Os produtores Edson e Vanusca estão felizes por terem sido escolhidos para o evento de colheita -  (crédito:  Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Os produtores Edson e Vanusca estão felizes por terem sido escolhidos para o evento de colheita - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

A goiaba será o centro das atenções em dois finais de semana no Distrito Federal. Ela tem a maior produção entre as frutas em Brasília, com 9,1 mil toneladas colhidas em 2021; seguida pelo abacate, com 5,8 mil toneladas; e o limão, com 5 mil toneladas. Os dados são da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF). A partir de hoje, moradores da capital do país poderão se deliciar na 7ª edição da Feira da Goiaba, em Brazlândia, que celebra a época da colheita. Pela primeira vez, no evento, ocorrerá o colha e pague — em que será possível pegar a fruta direto da goiabeira para consumo.

Gerente local da Emater-DF de Brazlândia, Hélio Lopes conta que a ideia de oferecer o colha e pague para a Feira da Goiaba estava sendo avaliada há alguns anos. "Nós fizemos outros eventos como esse na Festa do Morango. Como tem sido um sucesso, resolvemos trazer a experiência para a Feira da Goiaba e, este ano, conseguimos encontrar uma propriedade adequada e um produtor que se interessou em participar", detalha.

Hélio explica que tudo teve início em 2016, depois que equipes da Emater-DF fizeram uma visita técnica na Flórida (EUA). "Lá, existe uma pequena comunidade que montou uma produção de alguns frutos e vegetais, onde a população colhia e pagava — chamada de you pick and pay (você pega e paga, em tradução livre). Com isso, resolvemos tentar trazer esse modelo, adaptado para as nossas condições", lembra o gerente. Ele explica que o objetivo do projeto é fomentar uma forma de turismo associado à produção rural. "Não é só o fruto que vai estar em pauta, mas aquela satisfação da pessoa poder sair do perímetro urbano, sair com a família para passear, poder visitar, tirar fotos, colher e consumir a fruta no próprio pé", convida.

 31/03/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF -  Colha &Pague, que vai ocorrer durante a 7ª Feira da Goiaba, em Brazlândia. Hélio Lopes, gerente da Emater - DF.
31/03/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF - Colha &Pague, que vai ocorrer durante a 7ª Feira da Goiaba, em Brazlândia. Hélio Lopes, gerente da Emater - DF. (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Felicidade

Os produtores escolhidos foram Edson Corrêa, 50 anos, e sua mulher, Vanusca Marques, 44. Eles plantam goiabeiras há 15 anos, entre outros vegetais. A fruta é responsável por cerca de 40% da renda familiar — que vem totalmente da agricultura. "Isso, porque conseguimos cultivar quase o ano inteiro, geralmente, até agosto", relata Edson. Segundo Vanusca, a decisão de diversificar o pomar aconteceu pelo fato de o marido conhecer a cultura. "Ele já mexia com a goiaba antes, em uma propriedade da família. Por isso, nós resolvemos dar continuidade à produção, aqui, na nossa terra", revela.

Sobre a produção, o casal conta que, na época considerada boa — de fevereiro a maio — chegam a cerca de 750 caixas (20kg, por recipiente) por mês, em uma área que totaliza 4 hectares. "Nós tentamos utilizar o mínimo possível de fertilizantes e agrotóxicos, tanto para o cultivo da goiaba quanto para nossas outras culturas", garante Vanusca. Os agricultores se sentem prestigiados por a propriedade ter sido escolhida como sede do colha e pague. "Acredito que outros produtores gostariam de ter a oportunidade de participar e acabou que nós tivemos essa chance. Então, a gente fica contente por isso. Se for possível, gostaríamos de participar todos os anos", brinca o casal.

Programe-se

A Feira da Goiaba ocorre em 1º, 2, 3 e 7, 8, 9 e 10 de abril, na Associação Rural e Cultural de Alexandre de Gusmão (Arcag), com entrada franca. O colha e pague será em 3 e 10 de abril, na Chácara Bom Jesus,
Assentamento Betinho (Brazlândia). O ingresso custa R$ 50. Crianças de 10 a 12 anos pagam meia. Para quem tiver até nove anos, a entrada é gratuita. Mais informações no site: dfrural.emater.df.gov.br/poenacesta/.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE